Após curtir folia, cariocas voltam à rotina na cidade

Blocos de rua retornam à cidade nesta sexta-feira e vão até domingo. Carnaval atraiu um milhão de turistas ao Rio

Por O Dia

Rio - Um samba-enredo da Mangueira tocando baixo dentro de uma banca de jornal era o único resquício de Carnaval durante a manhã desta quinta-feira no Largo da Carioca, no Centro. Indiferentes à música, trabalhadores vestidos a rigor apressavam o passo para bater o ponto dentro do horário. Entre os arranha-céus contornado a paisagem, a atmosfera acelerada contrastava com os últimos cinco dias de intensa folia na cidade.

Diferentemente dos dias de blocos, a reportagem encontrou dificuldade para abordar as pessoas que deixavam o metrô da Carioca. "Desculpa, meu chefe está me ligando, estou super atrasada para chegar no trabalho", disse uma moça de camisa social, apontando para o relógio. No meio de tanta correria, foi mais fácil conversar com o engenheiro Francisco Monteiro, de 61 anos, que lia notícias no celular enquanto o engraxate terminava de polir o seu sapato.

Após curtir folia%2C cariocas voltam à rotina no Centro do RioSeverino Silva / Agência O Dia

"Estou lendo aqui que ainda tem um monte de blocos até domingo", afirmou Francisco, sem esconder o tom de insatisfação. "Eu passo longe dos blocos, não tenho a menor paciência", revelou, enquanto José Raimundo, de 68 anos, terminava o serviço. O engraxate deu toda razão ao seu cliente. "Eu sou evangélico, fico em casa, vou para igreja, não gosto dessa bagunça não. Sem contar que ninguém vai engraxar sapato durante o Carnaval", reclamou.

A poucos metros de distância, o advogado Jeferson Figueira, de 71 anos, observava a cena enquanto tomava o seu café, de terno, como costume. Lembrando os velhos tempos, ele manifestou opinião diferente à dupla. "É uma festa popular que agrada o povo, traz turistas. A cidade precisa de eventos bacanas. E tem sempre opções para quem não brinca, como ficar em casa, viajar, ir ao cinema. Eu já aproveitei muito, mas hoje prefiro ficar em casa, ver pela televisão, porque o ritmo é acelerado", contou.

Mesmo grávida de seis meses, Cristina Lima, de 39 anos, disse que vai sentir falta dos blocos familiares de Niterói. "Como não posso encarar blocos mais lotados, fui em vários mais tranquilos, familiares, sem tumulto e com muita gente fantasiada. Eu amo Carnaval. Já estou ansiosa para que no ano que vem com a minha filha. Neste ela foi na barriga, no próximo vai ver com os próprios olhos", disse, além de revelar que vai repetir a fantasia de havaiana com o barrigão de fora no fim de semana.

O bancário Olavo Cunha, de 25 anos, ficou feliz com a notícia de que ainda terão mais 44 blocos até domingo, mas fez críticas à organização da festa. "Eu curto bastante, mas a cidade não tem estrutura de transporte para o tamanho da festa. Para quem mora na Zona Sul é tranquilo, mas quem vem da Norte passa perrengue. O itinerário dos ônibus mudam e ninguém fica sabendo, os taxistas escolhem corrida", criticou.

Enquanto a equipe de reportagem deixava o local, a banca do Largo da Carioca continuava tocando, para quem chegasse perto, sambas clássicos da escola campeã do carnaval de 2016. O verde e rosa nas capas de jornais decorava a fachada inteira, desviando pelo menos o olhar de engravatados e trabalhadores informais.

Os números da festa

De acordo com um balanço prévio divulgado pela Secretaria Especial de Turismo/Riotur, O Carnaval Oficial do Rio atraiu 1,026 milhão de turistas, que movimentaram cerca de R$ 3 bilhões. A ocupação hoteleira no período atingiu média de 85% na cidade, contra 83,79% no carnaval de 2015, segundo a Riotur, com base em informações da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ). O Cordão da Bola Preta foi o bloco que reuniu o maior número de foliões (1 milhão), seguido do Bloco da Preta (300 mil), Bloco da Favorita com Empolga às 9 (200 mil), Sargento Pimenta e Simpatia é Quase Amor (180 mil cada), e Bangalafumenga (100 mil).

Mais de quarenta blocos até domingo

Até o domingo, 44 blocos desfilam pela cidade. O Bloco da Anitta, no sábado, e o Monobloco, no domingo, são os que devem arrastar o maior número de foliões. Hoje e amanha, o Terreirão do Samba terá shows de samba e pagode. Os grupos Revelação e Fundo de Quintal e o cantor Diogo Nogueira são algumas das atrações.

No sábado, as seis melhores escolas de samba do Grupo Especial voltam a se apresentar na Marquês de Sapucaí, no Desfile das Campeãs. O desfile vai começar às 21h, com a sexta colocada, a Imperatriz Leopoldinense. Em seguida, desfilarão Beija Flor, Salgueiro, Portela, Unidos da Tijuca e a campeã Estação Primeira de Mangueira.

A edição de Carnaval da Feira Rio Antigo, que estava marcada para acontecer neste sábado das Campeãs, foi cancelada pela Secretaria de Ordem Pública por conta do do bloco da Anitta, que desfila pelas ruas do Centro na mesma data. Estima-se que o bloco poderá reunir um público de 100 mil pessoas.


LISTA COMPLETA DOS BLOCOS QUE DESFILAM ENTRE SEXTA E DOMINGO

12 de Fevereiro de 2016 (Sexta)

Só Tamborins
Onde: Travessa Mosquera, Lapa, 20h

Kizomba
Onde:Praça Barão de Drummond, Vila Isabel, 18h.

Alegria do Méier
Onde:Rua Galdino Pimentel, esquina com Dias da Cruz, 19h.

13 de Fevereiro de 2016 (Sábado das Campeãs)

Bloco das Poderosas (Anitta)
Onde: Rua Primeiro de Março com Buenos Aires, Centro, 9h.

Quizomba
Onde: Rua Riachuelo, 7, Lapa, 10h

OBA – Organização Bons Amigos
Onde: Largo da Prainha, Saúde, 16h.

Vaca Atolada dos Embaixadores da Folia
Onde: Avenida Gomes Freire, 533, Centro, 17h.

Unidos do Caraxué
Onde: Rua Maestro Anacleto, esquina com Rua Padre Juvenal, Paquetá, 18h

Berço do Samba
Onde: Praça Cardeal Câmara, Lapa, 20h.

Sufridos de Copacabana
Onde: Praça Manuel Campos da Paz, Copacabana, 16h

Sem Saída
Onde: Rua General Severiano, 76, Botafogo, 17h

Pela Saco
Onde: Praça Corumbá, Botafogo, 17h

Mulheres de Chico
Onde: Praia do Leme, Leme, 17h

Bambas do Catete
Onde: Praça do Poeta, Catete, 19h

Bafafá
Onde: Praia de Ipanema, em frente ao Posto 9, Ipanema, 16h.

Puts! Perdi o Carnaval
Onde: Praça Afonso Pena, Tijuca, 14h.

Bom Gosteiros
Onde: Avenida Lucio Costa, em frente ao Posto 10, Recreio, 13h

É Pequeno Mas Não Amolece
Onde: Praça Professor Henrique Niremberg, Recreio, 15h

Sepulta Carnaval
Onde: Rua Ana Leonídia, esquina com Dr. Bulhões, Engenho de Dentro, 17h

Furukuteu
Onde: Rua Francisco Bernardino, Riachuelo, 17h

Fuzuê
Onde: Rua Chapadinha, 2, Del Castilho, 18h.

Ciganas Feiticeiras de Olaria
Onde: Rua Paranhos, 726, Olaria, 17h

Banda da Penha
Onde: Largo da Rua Couto, Penha, 18h

Banda Devassa
Onde: Rua Patagônia, Penha, 18h

Vem Comigo Cachaçada
Onde: Rua Paramopama, em frente ao restaurante Bom Demais, Ribeira, 17h

Bloco da Ressaca
Onde: Rua Barros de Alarcão – Praça São Pedro, Pedra de Guaratiba, 16h

É Isso Que Eu Te Falo!
Onde: Rua Capitão Teixeira, entre as Ruas Frei Miguel e Santa Marta, Realengo, 18h.

DOMINGO

Monobloco
Onde: Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário, Centro, 9h

Bonde da Folia
Onde: Rua Fonseca Guimarães, Santa Teresa, 12h

Papudinho do Rio de Janeiro
Onde: Praça Condessa Paulo de Frontin, Rio Comprido, 14h

Broxadão a Hora é Essa
Onde: Avenida Atlântica, esquina com Figueiredo de Magalhães, Copacabana, 14h

Fofoqueiros de Plantão
Onde: Rua Jardim Botânico com Rua Pacheco Leão, Jardim Botânico, 10h

Conjunto Habitacional Barangal
Onde: Avenida Vieira Souto, em frente ao Posto 9, Ipanema, 11h

Galinha do Meio Dia
Onde: Avenida Vieira Souto, esquina com Henrique Dumont, Ipanema, 11h

Arlequins do Rio
Onde: Praça Xavier de Brito, Tijuca, 16h

7 de Paus
Onde: Boulevard 28 de Setembro, esquina com Visconde de Abaeté, Vila Isabel, 18h

Herdeiros da Vila
Onde: Boulevard 28 de Setembro, em frente ao nº 310, Vila Isabel, 18h

Tô no Recreio com a Confraria
Onde: Avenida Lúcio Costa, Posto 10, Recreio, 15h

Gêmeos Folia
Onde: Praça da Rua Volta, Vila da Penha, 15h

Me Ajuda a Vacilar
Onde: Praça Maria Esther, Irajá, 16h

Liga Insulana
Onde: Estrada do Cacuia, na altura do Relógio, Cacuia, 16h

Quem Vai, Vai, Quem Não Vai, Não Cagueta
Onde: Praia da Bica, em frente ao Quiosque nº 24 (Quiosque do Mexicano), Jardim Guanabara, 17h

União dos Blocos da Ilha do Governador
Onde: Praça Iaiá Garcia Ribeiro, 17h

Bloco Tamo Junto in Folia
Onde: Rua Marechal Marciano, esquina com Santana de Ipanema (Praça das Juras), Padre Miguel, 16h

Balbúrdia de Realengo
Onde: Rua Dona Olímpia, esquina com Avenida do Canal, Realengo, 17h