Por tabata.uchoa

Rio - Seis portelenses tiveram uma noite histórica, nesta quinta-feira, no Engenhão. Convidados pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), eles viram de perto o feito do jamaicano Usain Bolt, que conquistou a medalha de ouro na final dos 200m rasos nos Jogos Olímpicos, sendo tricampeão na modalidade.

A oportunidade surgiu depois que membros da IAAF souberam, através da imprensa, que o compositor e integrante da Velha Guarda Noca da Portela, que mora em frente ao Engenhão, havia dito que sonhava ver a lenda das pistas competindo. Noca, então, ganhou oito convites para a final dos 200m e distribuiu aos amigos da Velha Guarda.

Portelenses vibraram na arquibancada do Engenhão. Marcos Falcon%2C de boné%2C é o presidente da PortelaDivulgação


"Estou radiante. Foi uma oportunidade única para mim e para meus amigos da Velha Guarda. Moro em frente ao Engenhão e não podia perder esta chance. Nunca vou esquecer a emoção de ver o Bolt ganhar o ouro", revelou Noca, que foi acompanhado do presidente da Portela, Marcos Falcon; de Jane Carla, presidente da ala das baianas e pastora da Velha Guarda; de Serginho Procópio, cavaquinista do grupo e ex-presidente da agremiação; além de Rubens e Dinho, músicos da turma de veteranos liderada por Monarco.

Além de ver a corrida histórica na arquibancada, o grupo foi tietado por Sebastian Coe, presidente da IAAF e grande estrela do atletismo britânico, que recebeu um chapéu da Portela de presente e a missão de dar outro, personalizado, a Usain Bolt.

"Foi uma oportunidade única para nós. Participar de um evento tão grandioso como este foi fantástico. E ver o Bolt ser ovacionado pelo público lembrou um pouco o clima festivo dos desfiles da Sapucaí. O comportamento do público é bastante contagiante", contou o presidente Marcos Falcon.

Usain Bolt usa o chapéu da Portela personalizado com seu nomeAnna Legnani / IAAF / Divulgação


Para Jane Carla, a noite no Engenhão será lembrada para sempre. "Valorizei cada minuto. Foi incrível chegar ao Engenhão e ser cumprimentada por tanta gente. Muita gente queria tirar foto com a Velha Guarda. E o melhor foi ver como as pessoas torcem pelo Bolt. Realmente ele é um fenômeno", exaltou a portelense.

Você pode gostar