Bloco do Clube do Samba homenageia Ziraldo

Desfile acontecerá na terça-feira de Carnaval, em Copacabana

Por O Dia

Rio - Os 37 anos do Bloco do Clube do Samba serão comemorados em grande estilo na terça-feira de Carnaval. Com enredo em homenagem ao cartunista Ziraldo, a agremiação faz uma sátira à situação política do país, que mistura Eike Batista, Eduardo Cunha e o Menino Maluquinho.

O samba foi composto por Diogo Nogueira em parceria com Leandro Fregonesi, Ciraninho de Castro e Rafael dos Santos. A concentração será às 15h na esquina da Avenida Atlântica com Santa Clara. O desfile começa às 17h, seguindo em direção ao Posto 5.

Ziraldo é homenageado no Bloco Clube do Samba Divulgação

Fundado em 1980, o bloco deve atrair até 8 mil foliões este ano, embalados por 30 ritmistas da Acadêmicos do Cubango (a escola de Niterói desfila pelo grupo de Acesso A com enredo sobre João Nogueira). O bloco reúne ainda um grupo de intérpretes que fazem parte do movimento de retomada do Clube: Julio Estrela, Leandro Fregonesi, Renato da Rocinha, Thais Macedo, Juliana Diniz (neta de Monarco), Beatriz Rabello e Flavia Saolli.

A escolha de Ziraldo como enredo não foi casual. Há 30 anos o cartunista assina as camisetas do bloco, que já homenageou personalidades como Sobral Pinto, Cartola, Lupicínio Rodrigues e Vó Maria (viúva de Donga). Desta vez a imagem que estampa a camiseta é uma fusão dos rostos de João Nogueira e do próprio Ziraldo.

Para Clarisse Nogueira, filha de João e diretora do Clube, a homenagem a Ziraldo é muito gratificante: “Ele é uma grande referência para nós. Ziraldo não apenas assina as camisetas do bloco, como também já desfilou no ano em que o Clube fez uma sátira aos Anões do Orçamento. É uma satisfação poder homenagear essa figura querida nesses 30 anos de parceria”, diz ela.