Rainha da Viradouro consciente: Pensando na crise, musa reaproveitou penas

Penas de faisão que enfeitam as fantasias podem custar até R$ 15 mil

Por O Dia

Rainha da escola de Niterói concilia maternidade com o sambaDivulgação

Rio - Para seu quarto ano à frente da bateria da Viradouro, a rainha Raíssa Machado se conectou com sua ‘criança interior’. A musa promete brincar na avenida com o enredo ‘E todo menino é um rei’, em uma fantasia que ela descreve como ‘o sonho de todas as crianças’. “É o sonho mais delicado, mais gentil... Tem a ver com o espaço sideral”, diz ela, enigmática.

Mas nem tudo é feito de sonhos no Carnaval. As penas de faisão que enfeitam as fantasias podem custar até R$ 15 mil e pensando nisso, a rainha sugeriu a seu estilista retingir os adornos do ano passado. “Vivemos um momento tão difícil no estado, e tenho uma quantidade grande de penas que venho acumulando dos últimos desfiles. Se posso economizar, porque gastar?”, resumiu.

A temática do desfile tem tudo a ver com o momento que Raíssa vive agora: sua filha Nicole completou dois anos e começou a frequentar a escolinha. Mas com isso, a agenda da rainha se tornou ainda mais cheia com o período de adaptação da princesa na creche.

“Conseguimos conciliar e não deixei de curtir os primeiros momentos da minha pequena na escola. Ser mãe foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. E ser rainha é um momento meu, sabe?”


Reportagem da estagiária Alessandra Monnerat