Dividida em atos, Beija-Flor representará aldeia na Passarela do Samba

Componentes apoiam mudança ousada da escola de Nilópolis, que vai entrar na Sapucaí com formação diferente das tradicionais alas

Por O Dia

Rio - Dividida em atos, a Beija-Flor de Nilópolis conta com uma Iracema em cada parte do desfile do início da manhã desta segunda-feira. Coreografados desde agosto de 2016, os componentes usam uma arara nas costas. "Ela sobe e desce, mas não pesa nada"revelou Ângela Portela, de 31 anos. Sobre a inovação, ela afirma: "Essa mudança nas alas foi fantástica". A escola de Nilópolis entrou com o enredo "A virgem dos lábios de mel – Iracema."

Uma das Iracemas da Beija-Flor Gustavo Ribeiro / Agência O Dia

Em outro ato, Iracema fará par romântico com o personagem Martin. Elaine Lima, de 32 anos, desfila na escola desde criança. "Em um momento, vou dar um beijo na boca dele", revelou ela. A brincante virá como a índia, usando uma lente de contato azul, representando o feitiço.

No terceiro ato, integrantes vão carregar um grande peso. "Cada oca pesa em torno de 30 quilos", revelou a jovem Fernanda Mendes, de 17 anos.

Jocem Fernanda Mendes é parte do terceiro ato da Beija-Flor, que vai representar aldeiaGustavo Ribeiro / Agência O Dia

Segundo ela, as ocas eram ainda mais pesadas e tiveram que ser remontadas para reduzir o peso sobre os integrantes.

Ela já desfilou na Mangueira, na Unidos da Tijuca, na Viradouro e está ansiosa pelo primeiro desfile na escola de Nilópolis.

Sobre a mudança ela afirmou: "A Beija-Flor é extremamente revolucionária. Se der certo vai mudar o Carnaval do Rio de Janeiro."