Por tabata.uchoa
Publicado 31/05/2013 14:19 | Atualizado 31/05/2013 14:20

Rio - Quando ela aparece no palco, com seus olhos azuis e sua silhueta fina, fica difícil não se perguntar: Qual é o segredo de Katy Perry para se manter magra? A resposta é simples, a estrela da música é adepta da dieta da cafeína. Buscando mais energia, a jovem opta por ingerir alimentos ricos da substância ao longo do dia e toma uma xícara de café antes de malhar e minutos antes dos shows. Mas, apesar de ajudar na queima de gordura, a cafeína também pode ser um perigo, quando ingerida em uma dosagem acima do permitido.

Katy Perry faz a dieta da cafeínaDivulgação


Segundo o Professor Doutor Luiz Carlos Carnevali Junior, Coordenador de Cursos de Pós-Graduação em Educação Física, na Universidade Gama Filho, no Rio, a substância tem seu valor na perda de peso, e portanto não pode ser caracterizada exclusivamente como vilã, mas fatores como exercício físico e predisposição para o produto, não podem ser esquecidos.

“A cafeína leva a uma melhora no desempenho esportivo e seu consumo pode contribuir para o emagrecimento quando aliado à prática de exercícios físicos regulares, através dos mecanismos estimuladores de lipólise (quebra de gordura no interior das células) promovidos pela cafeína, e o aumento da oxidação de gorduras promovido pelo exercício”, explica.

Apesar de concordar com Luiz Carlos, a nutricionista Alessandra Almeida prefere alertar para os riscos de ser radical. “Eu diria que a cafeína é um pouco vilã, um pouco mocinha. É impossível colocá-la em um grupo só. A questão é que as pessoas precisam parar de radicalizar. Fazer uma dieta rica em apenas um nutriente cria uma deficiência nos demais. Sem contar que assim que a dieta for deixada de lado, o ganho de peso será inevitável”.

Mais cética que sua colega de profissão, Paula Galardo, prefere lembrar que ultrapassar a dosagem máxima diária de cafeína pode causar sérios problemas a saúde e avisa que o melhor é sempre seguir uma dieta variada. “Uma alimentação equilibrada, rica em bons nutrientes é a base para quem quer emagrecer de verdade. É importante lembrar que um prato leve e diversificado gera 80 % de chances de emagrecimento, deixando as outras 20%, para o exercício físico”, ensina.

Você pode gostar