Por daniela.lima
'Por causa da alimentação%2C eles já sofrem quase um bullying'%2C diz Marcio GarciaFelipe Panfili / Ag. News

Rio - Na TV, ele é galã, e em casa, quase um general. Quem vê um pai garotão assim, feito Marcio Garcia, 43 anos, pode não imaginar, mas, no que diz respeito à criação da prole, ele não dá moleza. Há regras e elas precisam ser cumpridas pelo trio Pedro, 10 anos, Nina, 8, e Felipe, 4 — que, em breve, vai virar um quarteto. Marcio e a mulher, Andrea Santa Rosa, estão à espera de mais um menino. “Homem dá menos trabalho”, acredita o ator.

Com um salário de US$ 400 mil só como diretor, ele conta que abriu mão da vida de adrenalina em nome dos filhos. “A primeira coisa que fiz foi vender a moto. A gente se acha protagonista até nascer o primeiro filho, depois você vira coadjuvante feliz. As prioridades mudam. Sozinho, eu pulava de bungee jumping, de paraquedas, adorava esportes radicais. Seu desejo deixa de ser pessoal e passa a ser coletivo”, explica.

Na mansão do casal, a única TV fica na sala e o acesso à internet é controlado. “Não adianta seu filho ter educação, dinheiro e andar com uma molecada que só pensa em besteira, que vive na web. O meu mais velho está vivendo coisas que eu vivi com 20 anos. Ver uma revista de mulher pelada era quase um crime. Hoje, ele dá um Google e vê o que quer. A sexualidade acontece antes da hora. Por isso, eu e Andrea regulamos tudo. Videogame, adiei ao máximo. Por causa da alimentação, eles já sofrem quase um bullying.” Andrea é nutricionista, e das mais radicais, com a família: “É regrada pra cacete. Em casa, não tem refrigerante nem para as visitas”, emenda Marcio. Mas há exceções. “No fim de semana, pode tomar guaraná e comer pizza, eles têm essa liberdade”, admite ele.

A quarta gravidez (ela está com 5 meses) não foi planejada. Andrea engravidou mesmo usando DIU (método anticoncepcional) e quer que o parto seja humanizado, como da última vez. “Eu vi todos. O Pedro foi cesárea; a Nina, normal, e o Felipe, em casa. Dessa vez, eu brinquei que ela podia ter o bebê embaixo de uma árvore, sozinha: ‘Vai lá, dá à luz e assobia que eu vou com a toalhinha’.”
Publicidade
Para evitar mais surpresas, Marcio fará uma vasectomia: “Eu já tinha uma marcada quando ela me contou que estava grávida. Fui na pré-consulta, fiz uns exames... Mas era pra ser. E vou criar essa molecada com muito amor.”
Você pode gostar