Por karilayn.areias

Rio - Após sofrer um acidente de carro em 31 de janeiro, Isis Valverde tem muitos motivos para comemorar. A atriz apareceu, na última segunda-feira, pela primeira vez sem o colar cervical que usou durante os três meses de tratamento. O registro foi feito durante uma festa em sua casa, no Itanhangá, que celebrava o fim do tratamento.

Isis aparece pela primeira vez sem o colar cervical durante festa em sua casaReprodução Internet

Na foto, Isis aparece sorridente ao lado de uma amiga durante a comemoração. A festa que durou até tarde contou com a presença de amigos e familiares da atriz da cidade de Aiuruoca (MG). Agora que já teve alta médica, Isis poderá voltar à sua rotina de trabalho.

"Eu não mereço usar colar cervical" foi a legenda de uma das fotos postadas por uma amiga de Isis em comemoração ao fim do tratamento da atriz. 

Amigas de Isis comemoram o fato da atriz ter retirado o colar cervicalReprodução Internet

Relembre o caso

Isis Valverde sofreu um acidente de carro no dia 31 de janeiro. A atriz estava voltando de uma festa com a prima Mayara e um amigo quando o veículo capotou próximo a casa dela, na altura do Itanhangá, na Zona Oeste do Rio.

Segundo o empresário da atriz, Márcio Damasceno, Isis voltava do evento cochilando no banco do carona. A prima Mayara Nable, que conduzia o veículo modelo Range Rover Evoque, da marca Land Rover, não estava acostumada com carros automáticos, perdeu o controle e bateu em um barranco. Com o capotamento, a atriz sofreu fratura em uma vértebra da coluna. Ela foi socorrida no local e precisou ter a coluna imobilizada, mas não ficou inconsciente. 

Isis tirou o colar cervical na última segunda-feira (5)Reprodução Internet

Na ocasião, o diretor Ricardo Waddington contou ao colunista Leo Dias que Isis não podia fazer nenhum movimento brusco com a cabeça."Qualquer movimento errado com a cabeça, ela morre. Tenho um contato diário com Isis, moramos no mesmo condomínio. Ela está evoluindo bem. A primeira interpretação médica não deu atenção necessária ao caso seriíssimo que foi o acidente. Ela quase morreu. O (neurologista) Paulo Niemeyer foi quem salvou a vida dela. Deus olhou e disse: ‘Agora não é a sua hora’ ”, afirmou Waddington.

Isis Valverde usou o colar cervical por três meses e retirou o acessório médico nesta segunda-feira.


Você pode gostar