Por daniela.lima

Rio - O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello recusou, na última sexta-feira, um recurso de Xuxa Meneghel e manteve a permissão do Google para exibir resultados de pesquisas com o nome da apresentadora relacionado a cenas do filme "Amor Estranho Amor", no qual ela aparece em cenas sensuais com um adolescente. 

Google ganha o direito de permanecer com buscas relacionando nome da apresentadora a filme eróticoAg. News


Celso de Mello alegou não encontrar questões constitucionais que pudessem reabrir a ação de 2010. Na época o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro proibiu o Google de exibir qualquer resultado quando a pesquisa fosse relacionada ao filme.

O Google recorreu e, em 2012, a decisão foi derrubada porque "um site de pesquisa não pode ser responsabilizado por conteúdos nem fiscalizar páginas de terceiros".

Você pode gostar