Paula Lavigne publica foto em cabine de votação e recebe alerta de fãs: 'Crime'

Após a postagem, usuários lembraram que tirar foto do voto em urna eletrônica é proibido. Imagem foi apagada em seguida

Por O Dia

Rio - A produtora musical Paula Lavigne postou neste domingo uma foto que seria de uma urna eleitoral nas suas redes sociais declarando suas intenções de votos nesta eleição. Como imagem na cabine de votação configura crime eleitoral, muitos seguidores alertaram a ex-mulher de Caetano Veloso.

Produtora musical postou foto em cabine de votaçãoReprodução Internet

"Mas pode isso, Arnaldo??? Foto na cabine de votação???", comentou uma seguidora. "Crime, Paula", escreveu outra. Na imgem Paula mostra a urna com a imagem do candidato a deputado estadual, Marcelo Freixo (Psol). A produtora ainda declarava voto a Jean Willys (Psol), Romário (PSB) e Marina Silva (PSB).

Não demorou muito para que Paula retirasse a imagem de suas redes sociais. Quem tira fotos na cabine eleitoral pode ser enquadrado pela legislação eleitoral e ser condenado a até dois anos de detenção.

A diretora do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) Adriana Brandão condenou o ato.

"Infelizmente, com toda recomendação que é feita para que as pessoas não usem o celular, o controle ainda é difícil. Os mesários são orientados, mas eles nem sempre conseguem coibir porque ninguém passa por processo de vistoria antes da votação", afirmou a diretora, que disse que "não há punição legal para este tipo de ato". Segundo ela, "o que acontece é que o eleitor revela o voto e perde o direito que ele seja secreto".

Últimas de Celebridades