Por karilayn.areias

Rio - Clara Aguilar é capa da edição comemorativa de 22 anos da Revista Sexy. E ex-BBB posou para as lentes do fotógrafo Terry Richardson, em Nova York, e, na entrevista, fez algumas revelações sobre sua performance na hora do sexo. “Na cama sou meio escandalosa. Minha vizinha é minha amiga e já me falou: ‘Clara, o que você faz (risos)?’. Já rolou de eu estar em um hotel e, no dia seguinte, a recepção para o cara que estava comigo e falar: ‘Vocês terão que se retirar do hotel se ela não ficar quieta nas madrugadas’, contou a DJ.

Clara Aguilar para a revista SexyDivulgação

Clara contou também que ganhava muito mais dinheiro fazendo os vídeos eróticos para a internet do que atuando em filme pornô. “Já me chamaram. Hoje em dia, ganha-se muito pouco. O que eu fazia na câmera me dava muito mais dinheiro, sem contrato nenhum com ninguém”, contou ela, que começou o trabalho como camgirl aos 18 anos.

Clara ainda falou sobre algumas de suas loucuras sexuais já realizadas. “Fiz no banheiro do cassino, com o povo batendo na porta. E uma vez indo de Los Angeles para Las Vegas, paramos o carro na estrada e foi no capo”, se divertiu a ex-BBB, que também revelou que sofre muito mais assédio das mulheres do que homens quando vai discotecar em alguma casa noturna. “As meninas passam dos limites. A última vez que toquei, fui dar ‘oi’ para uma menina e ela mordeu o meu pescoço”, relembrou.

Você pode gostar