Por tiago.frederico

Rio - Um desenvolvedor de websites está pedindo mais de US$ 60 milhões (R$ 151 milhões) num processo contra Lindsay Lohan e o seu irmão, Michael Jr. O homem, identificado como Fima Potik, afirma que os dois roubaram sua ideia para um aplicativo de moda e-commerce.

Segundo Potik, os irmãos concordaram em trabalhar com ele no Spotted Friend, um app que permitiria aos usuários ter uma visão dos guarda-roupas das celebridades, mas teriam levado a ideia a outro investidor, que aproveitou e lançou um próprio aplicativo chamado Vigme, que Fima afirma ser uma "cópia carbono" de seu site.

Lindsay LohanReuters

Potik quer que o aplicativo seja fechado. Ele busca a enorme quantia na Justiça por danos. Segundo ele, Michael exigiu uma porcentagem maior de sua empresa antes de roubar a ideia. Atualmente em cartaz, em Londres, com a peça Speed the Plow, a atriz estaria só esperando o fim da temporada para se mudar de volta para Nova York, nos Estados Unidos, o que aconteceria ainda neste mês. 

Uma fonte disse ao jornal New York Post que a mãe de Lindsay, Dina, e a irmã Ali têm procurado propriedades com o corretor Richard Nassimi. Elas estariam considerando uma oferta de um apartamento de US$ 2,2 milhões (R$ 5,5 milhões) no W. Downtown, no distrito financeiro. Lindsay irá morar com sua irmã de 22 anos de idade, depois que a peça terminar em 29 de novembro.

Você pode gostar