Suzana Pires revela que quer congelar óvulos em 2015

Atriz estreia o longa ‘Loucas Pra Casar’, de Roberto Santucci, e escreve, em parceria com Walther Negrão, a minissérie ‘Dama da Noite’

Por O Dia

Atriz fala sobre seus planos para 2015Felipe Panfili / Ag. News

Rio - O ano começa recheado para Suzana Pires. Na quinta-feira, chega aos cinemas a comédia ‘Loucas Pra Casar’, de Roberto Santucci, com ela, Tatá Werneck e Ingrid Guimarães como protagonistas. Suzana também está escrevendo, em parceria com Walther Negrão, a minissérie ‘Dama da Noite’, sobre a cafetina Eny Cezarino, prevista para estrear no segundo semestre. Com tantas novidades, a atriz, de 38 anos, bateu um papo com a coluna. Confira!

POLE DANCE: “A Lúcia (personagem do filme) é stripper. Não achei que malhasse tanto nem que fosse tão difícil, mas peguei em cinco aulas. Fiquei roxa, mas definiu muito o corpo, principalmente os braços.”

SENSUALIDADE: “Fico totalmente exposta no filme, mas é tranquilo. Sou desencanada. As personagens sensuais não me fazem mal. Acho legal quando uma mulher vem falar comigo, quando se torna inspiração. Aprendi com a Lúcia a ser mais provocante.”

LOURA: “Foi a primeira vez. Chama muito mais atenção. Amiga, se está tudo uma m... vai lá e tasca um louro. Dá um ‘up’ no visual. A morena tem uma coisa mais brejeira. A loura chega chegando.”

CASAMENTO TRADICIONAL: “Nem passa pela minha cabeça. Já morei junto e isso é casamento. Acho linda a cerimônia, a festa, mas nunca tive vontade. Não é um sonho.”

PRODUÇÃO INDEPENDENTE: “Não quero. Tenho uma família muito presente. Gostaria de ter um filho que tenha um pai tão bacana quanto o meu.”

CONGELAR ÓVULOS: “Penso nisso e já falei com a minha médica. Posso fazer em 2015. A gente tem que usar o que está a nosso favor. Isso não é um problema. Dentro dos limites emocionais. Uma produção independente é um limite emocional para mim. Não gostaria que meu filho, aos 5 anos, me perguntasse quem é o pai dele e, eu não tivesse como responder. Se a maternidade não acontecer, tudo bem.”

SOFRER POR AMOR: “Choro muito, fico horrível, de luto, arrastando correntes... Sou muito dramática. Mas também falo tudo na cara da pessoa, não deixo mágoas. Sofro o que tenho que sofrer e pronto. Depois passa.”

TRAIÇÃO: “Já enfrentei no público (com o ator Marcos Pasquim, em 2010) e no privado. Toda mulher passa por isso. Também não acredito em monogamia e, sim, em respeito, em tratar a pessoa com dignidade e não expor o outro. Quando você está apaixonada nem olha para o lado. O que não dá é para se sentir preso. Desejo todo mundo tem. Já perdoei coisas que estavam dentro do código da relação e não perdoei quando fui exposta e me faltaram com respeito.”

VINGANÇA: “Não sou vingativa nem perco meu tempo com isso.”

ANO NOVO: “Minha prioridade é a minissérie ‘Dama da Noite’”.

CARNAVAL: “Não vou desfilar. Vou para Los Angeles estudar roteiro.”

Últimas de Celebridades