Por tiago.frederico

Rio - No quinto mês de gravizez, Fernanda Machado explicou como ficou grávida, numa publicação em sua conta no Instagram na manhã desta terça-feira. A atriz contou que sofria de endometríose, mas que, após passar por um tratamento, conseguiu engravidar naturalmente. "Fiz o teste de gravidez da farmácia e a maior e melhor surpresa do mundo apareceu nesse bastãozinho! Fiz vários porque não conseguia acreditar", relatou Fernanda.

Fernanda Machado está no quinto mês de gravidezReprodução / Instagram

Confira a publicação da atriz:

"Tem muita gente me perguntando se eu precisei fazer FIV [fertilização in vitro] e também há muitas meninas querendo saber sobre o teste de ovulação de farmácia que comentei... Para minha grande surpresa, eu engravidei naturalmente e super rápido! Acho que muito por conta da videolaparoscopia que fiz um ano atrás e que limpou todos os focos de endometriose, preservou meu ovário direito e deixou tudo certinho para eu engravidar, mas eu sinceramente já estava meio que preparada para uma FIV, caso eu demorasse para engravidar", afirmou a atriz.

"Uma coisa que eu achei que ajuda muito para quem está tentando engravidar é saber exatamente quando você está ovulando. Lá nos EUA, você encontra os testes de ovulação em qualquer farmácia com preço super acessível. Deve ser fácil achar aqui [ Brasil] também", disse. Segundo ela, os testes funcionam com "uns palitinhos onde você faz xixi dias depois da menstruação". "Quando aparecerem dois risquinhos, significa que você está ovulando", afirmou.

"Um tempinho depois que fiz o teste de ovulação, fiz o teste de gravidez da farmácia e a maior e melhor surpresa do mundo apareceu nesse bastãozinho! Fiz vários porque não conseguia acreditar! Foi o teste mais emocionante que já fiz na vida!", relatou a atriz, que usou uma hashtag para celebrar a vitória sob endometriose.

Endometríose

O médico Drázio Varella esclaresce em seu site que o endométrio é uma mucosa que reveste a parede interna do útero, sensível às alterações do ciclo menstrual, e onde o óvulo depois de fertilizado se implanta. Segundo o médico, quando não há fecundação, boa parte do endométrio é eliminada durante a menstruação. "O que sobra volta a crescer e o processo todo se repete a cada ciclo", afirma.

"Endometriose é uma afecção inflamatória provocada por células do endométrio que, em vez de serem expelidas, migram no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar", diz o médico.

"Endometriose profunda é a forma mais grave da doença. As causas ainda não estão bem estabelecidas. Uma das hipóteses é que parte do sangue reflua através das trompas durante a menstruação e se deposite em outros órgãos. Outra hipótese é que a causa seja genética e esteja relacionada com possíveis deficiências do sistema imunológico", acrescenta.

Você pode gostar