'Não tenho vocação para galinhagem', diz Mariana Xavier

Atriz de 'I Love Paraisópolis' conta que não luta contra a balança e assegura ser sexy quando precisa

Por O Dia

Mariana Xavier garante que não luta contra a balança e afirma que é sexy quando precisaDivulgação

Rio - SUCESSO NA PELE da devoradora de homens Claudete, na novela ‘I Love Paraisópolis’, Mariana Xavier, de 35 anos, não luta contra a balança e prova que a beleza está muito além de corpos magros e sarados. Com 81kg, a atriz revela que tem uma boa saúde e nunca fez dietas rigorosas. Ela assegura ser sexy quando precisa e detona a calcinha bege na hora H.

Claudete é uma periguete predadora. Quando você está a fim de alguém, parte para o ataque?
Desse jeito, jamais. Sou bem mais devagar e seletiva que a Claudete. Por isso demorei a beijar na boca e a perder a virgindade. Acho que, se o homem tem o direito de ser galinha, a mulher também tem, desde que se assumam como tal. Hipocrisia me irrita. Há tanto tempo solteira, meu lado Claudete se manifesta nas situações mais íntimas. Mas já aconteceu de eu tomar iniciativa.

Sua personagem é fogosa. O que você acha das mulheres que saem com mais de um homem em um dia e que transam no primeiro encontro?
Se está solteiro, pode fazer o que quiser. Não é só o homem que gosta de sexo, tem tesão ou que tem que tomar atitude. A mulher também tem hormônios, vontades, isso não é um problema. Acho ridículo quem trai. Sou careta, a favor da fidelidade. Mas, quando se está solteiro, faz tudo isso e se sente bem, tudo certo. Eu não consigo. A única vez que beijei duas bocas no mesmo dia, eu fiquei péssima. Eu tinha 18 anos, me fez muito mal, não é essa a minha índole.

Você lida numa boa com a solteirice?
Não tenho vocação para galinhagem. Mais do que sexo, eu sinto falta de um cara bacana, que torça por mim, que seja meu amigo, que me incentive. Gente pra comer sempre tem, mas não é essa a parada. Sexo é legal. Melhor ainda quando tem carinho, confiança e cumplicidade.

Na novela, o pai dela (Expedito, interpretado por José Dumont) fecha os olhos para não enxergar como a filha é de verdade. Como é a sua relação com seus pais?
No caso da Claudete, o pai dela escolhe ser enganado, acha que ela tem que ser virgem para ter valor. Eu dei muita sorte, porque meus pais sempre foram meus amigos, me deram liberdade. Fui namorar relativamente tarde, meu primeiro beijo foi aos 15 anos, quando muitas meninas não são nem mais virgens. Foi com meu professor de informática, seis anos mais velho que eu. Uma loucura, custei a acreditar que ele estava interessado.

Você tem a autoestima elevada como ela?
Sou bem-resolvida, mas tenho meus momentos de fragilidade, minhas inseguranças. A minha barriga me incomoda. Peito, bunda e braço, não. Não tem um contrato que diz que preciso ficar gorda para o resto da vida, posso mudar a qualquer momento.

Você chegou a engordar 20 quilos. Quanto você pesa hoje?
Tenho 81kg. Minha saúde é muito boa. Não faço apologia à obesidade, sempre monitoro meus exames. Tenho problema de tireoide. Todo dia eu tomo hormônio.

Já passou fome com dietas mirabolantes ou tomou atitudes drásticas para tentar emagrecer?
Nunca. Fiz uma dieta de proteínas magras que me fez emagrecer quatro quilos em dez dias, mas depois voltou tudo. Minha meta é fazer exercícios três vezes na semana. O importante é fazer alguma coisa e ter uma alimentação balanceada.

E quando você se acha uma mulher sexy?
Uma lingerie legal é bacana.Já aconteceu de eu boicotar um encontro porque estava usando uma calcinha bege, aí não rola, né? Mas não acho que isso seja o principal. Ser sexy está mais na atitude, do estado de espírito e na inteligência.

Últimas de Celebridades