Em vídeo, Johnny Depp e mulher pedem desculpa por levarem cães à Austrália

Casal de atores transportou cachorros de maneira ilegal em 2015. Imprensa internacional classificou a gravação como 'bizarra' e 'surreal'

Por O Dia

Rio - O ator Johnny Depp e sua mulher, Amber Heard, divulgaram um vídeo com um pedido de desculpas por burlar as leis de quarentena da Austrália, ao levarem dois cachorros ao país em seu avião particular em 2015. 

O caso chegou às manchetes em maio do ano passado, depois que o ministro da Agricultura, Barnaby Joyce, ameaçou sacrificar os animais de estimação do casal, Pistol e Boo, a menos que eles fossem enviados de volta aos Estados Unidos.

LEIA MAIS: Johnny Depp pode pegar 10 anos de prisão por transporte ilegal de cães

Em vídeo%2C Johnny Depp e Amber Heard pedem desculpas por transportarem cães de maneira ilegalReprodução Vídeo

Na gravação, divulgada pelo casal nesta segunda-feira e entregue pela própria Amber no tribunal, os dois ressaltam a importância de obedecer as leis de biossegurança rigorosas do país. "A Austrália é uma ilha maravilhosa, com um tesouro de plantas, animais e pessoas únicas", disse Heard. "Tem que ser protegida", concordou Depp em um tom sério.

A atriz pediu desculpas por falsificar formulários de imigração quando levou os cachorros à Austrália. "A Austrália está livre de muitas pragas e doenças que são comuns em todo o mundo. É por isso que a Austrália precisa ter leis de biossegurança fortes", acrescentou Heard.

LEIA MAIS: Mulher de Johnny Depp vai ser processada após polêmica com cães

"E os australianos são tão únicos quanto – calorosos e diretos. Quando você desrespeita a lei australiana, eles vão agir com firmeza", prosseguiu Depp em uma aparente referência à ameaça do ministro.

Veículos de imprensa internacionais usaram termos como "bizarro", "surreal" e "esquisito" para descrever o vídeo.

Duas acusações contra Heard por importar ilegalmente os Yorkshire terriers foram arquivadas nesta segunda-feira pelo tribunal do estado australiano de Queensland. Mas ela se declarou culpada de um terceiro crime, o de ter falsificado o formulário de imigração de toda pessoa que entra na Austrália deve preencher. Uma das perguntas é justamente se o visitante transporta animais ou plantas.

Assista ao vídeo: 


Últimas de Celebridades