David Junior já foi assediado sexualmente na rua e não gostou

Ator de 'Liberdade, Liberdade' também conta que é romântico e gosta de receber flores

Por O Dia

Ator tem pegada forte em 'Liberdade%2C Liberdade'Divulgação

Rio - Foi David Junior aparecer pelado, em cena de sexo com Maitê Proença na novela ‘Liberdade, Liberdade’, para atiçar a imaginação do público e movimentar as redes sociais. Há quem diga que a submissão do escravo Saviano a sua sinhá, Dionísia, deixou o casal pseudoerótico Christian Grey e Anastasia Steele, do longa ‘Cinquenta Tons de Cinza’, no chinelo.

“Eu nunca fui tão assediado. É muita novidade para mim. São comentários no Instagram, Facebook. Essa repercussão toda me deixou muito feliz. Consegui mostrar meu trabalho da melhor maneira possível, não só pelo corpo, a mensagem foi passada”, comemora o ator, que já coleciona cantadas virtuais: “Acho engraçado. Levo numa boa.” Nem todas. Assédio sexual, ele não tolera: “Uma vez, uma menina na rua me chamou de gostoso. Voltei e perguntei se fosse o contrário ela iria gostar. A mulher pode se sentir ofendida, mas o homem tem que achar normal? Respeito está aí para todo mundo. Nunca fui de fazer isso”, deixa claro.

Só se fala na pegada forte do personagem, já na vida pessoal, o ator conta que faz a linha romântico à moda antiga: “Sexo com amor é mais gostoso. Sou romântico do tipo que gostaria de receber flores. Amo estar apaixonado.”

E tirem o cavalinho da chuva as mais atiradas. David é casado há cinco anos com a engenheira Camila Coimbra: “Minha mulher consegue ser mais forte do que eu. Ninguém está preparado para dividir a pessoa que ama, ainda mais com o Brasil inteiro. É uma exposição astronômica, mas ela está reagindo bem. É a mulher que eu escolhi para a vida.”

Para os takes de nudez, o artista usou tapa-sexo e não se sentiu intimidado por contracenar com uma atriz do naipe de Maitê: “Tem esse peso, sim, mas não me deixei levar por isso. Criou-se uma afinidade antes das gravações. A Maitê é sensacional, me deixou bem livre, sem pudores. Não tenho problema com o nu. Gosto de andar pelado em casa.”

Ator em cena com a personagem Luanda%2C sua verdadeira paixão na tramaDivulgação

David também admite que numa cena de intimidade é possível, já que se trata de ser humano, o desejo aflorar. Mas não foi o caso. “Graças a Deus, não aconteceu. Mas é possível. É pele com pele e o homem tem uma questão involuntária. Gravamos de acordo com o sentimento da dramaturgia. Não estava confortável para isso.”

Na história de Mario Teixeira, Saviano é usado como objeto sexual por Dionísia, mas nutre um amor pela escrava Luanda (Heloísa Jorge) e eles vão sofrer na pele as consequências desse romance proibido. Para o ator, gravar a cena de tortura foi mais difícil do que a de nudez: “Mexeu muito comigo. Me colocou num estado que eu nem sei explicar. O público pode esperar muito sofrimento e muita paixão.”

David Junior conta que foi mais difícil gravar as cenas de tortura do que as de sexo%3A 'Mexeu muito comigo'Divulgação

Nascido e criado em Nova Iguaçu, David tem oito anos de carreira, e foi através de teste que conseguiu o papel na trama das 23h. Mas ele já foi modelo, vendedor de loja, entre outras funções. Paralelo à atuação, é corretor de seguros de automóveis e mantém com a irmã uma empresa de alfajor. “Na primeira novela já acham que você está rico. Eu sempre me virei. Não tenho vergonha de trabalhar. Hoje, estou vivendo da arte e isso é uma bênção.”

Últimas de Celebridades