Por roberta.campos

Rio - A jornalista Daiana Garbin, de 34 anos, inaugurou um canal de vídeos no Youtube para falar sobre a síndrome da distorção da imagem, ou transtorno dismórfico, uma doença da qual ela sofre.

"Eu me olho no espelho e me sinto gorda, queria ser magra. Já fiz as maiores loucuras para emagrecer, porque eu queria ser magra, seca, igual aquelas modelos palitinho, porque eu acho lindo", desabafou a esposa do apresentador Tiago Leifert.

Daiana Garbin inaugurou um canal no YouTube para falar sobre o transtorno do qual sofreReprodução Internet


A repórter, que recentemente deixou seu posto na Rede Globo, após 8 de casa, ainda afirmou que passa por uma batalha interna para colocar uma roupa para sair de casa. "Por isso, quase sempre vocês vão me ver de preto e praticamente nunca com o braço de fora, porque eu tenho vergonha. Ele é gordo. Odeio mostrar em foto porque ele é gordo", disse.

Ela também revelou que já chegou a enfiar a cabeça no lixo para perder a fome. "Certa vez li num blog que, quando eu tivesse fome, deveria enfiar a cabeça num lixo porque sentiria nojo e não ia comer. Mas não adiantou porque eu tenho fome, amo comida", contou.

O canal de Daiana Garbin, intitulado "EuVejo" será atualizado semanalmente. Assista abaixo o primeiro vídeo postado pela jornalista:


Você pode gostar