Com 15 anos de carreira, Turma do Pagode acredita que não há preconceito musical

Batizado por Netinho de Paula, grupo lança CD e DVD especiais e relembra ao iG momentos da carreira

Por O Dia

Rio - Este ano, a Turma do Pagode completa 15 anos de uma carreira muito bem sucedida. Tendo seu espaço consolidado no meio musical, o grupo não se priva de inovar e continuar acrescentando novos aspectos e sons ao seu trabalho. "Conseguimos fazer uma junção interessante onde os instrumentos tradicionais prevalecem", conta Thiagão ao iG Gente. 

O Turma do Pagode está completando 15 anos de carreira e celebra com turnê%2C CD e DVD especiaisDivulgação

Formado por oito integrantes (Fabiano Art, Neni Art, Caramelo, Leiz, Leandro Filé, Rubinho, Marcelinho TDP e Thiagão), a Turma do Pagode leva esse nome desde 2001, batizada por ninguém menos que Netinho de Paula. Quando o grupo se apresentava apenas em rodas de samba, Netinho apostou no potencial dos garotos e conseguiu uma gravadora, com a condição de trocar o nome da banda, que se chamava "Arte de Amar". 

Desde então, o grupo segue completo e na ativa, tendo nove CDs e quatro DVDs em sua história. Em 2010, a banda adicionou teclado, bateria, gaita, flauta e diversos instrumentos que renovaram seu som, e o público não tem preconceitos musicais, segundo Thiagão. "O pessoal que vai no show do turma também vai ouvir Jorge & Mateus, é tudo muito misturado", afirma. "As coisas mudaram, até pela globalização da internet, e o público é muito eclético."

O DVD que celebra os 15 anos de carreira traz a participação de Netinho em uma encenação do "batismo" do grupo, em que o cantor diz que eles devem se chamar "Turma do Pagode".

Quanto à crise, Thiagão conta que houve queda no público mas que não foram afetados consideravelmente, já que estão viajando pelo Brasil com a turnê. "A galera tem ido aos shows, tem levado DVD pra autografar. Se você volta a fazer show em um lugar que tocou há um tempo e não tá legal, tem que se analisar."

Últimas de Celebridades