Bailarina do 'Faustão' busca ajuda na internet para encontrar o pai

Ana Carolina Oliveira é fruto de um romance de sua mãe com um baterista, mas conta que o pai não sabe de sua existência

Por O Dia

Rio - Ana Carolina Oliveira, bailarina do "Domingão do Faustão", iniciou no Facebook uma campanha para descobrir o paradeiro de seu pai. A jovem de 29 anos é fruto de um rápido romance da mãe com um baterista de banda de rock que tocava no Espaço Cultural da 508 Sul, em Brasília, em 1985. O pai nunca soube de sua existência.

Ana Carolina Oliveira%2C bailarina do FaustãoReprodução Internet

A bailarina escreveu uma carta contando sua história e publicou no Facebook. "Ele se chamava Marco André, moreno dos olhos verdes, morava na Asa Sul e além de baterista era professor de matemática. Tinha um irmão mais velho chamado Ricardo que tocava contrabaixo nessa mesma banda. Eles viveram um romance do qual fui fruto, mas meu pai nunca soube de minha existência. A gravidez foi inesperada e os dois já haviam perdido contato quando minha mãe descobriu", contou Carol na carta.

A produção do "Domingão do Faustão" tentou ajudar Ana Carolina, esteve em Brasília, mas não descobriu nada.

"Vivo com a sensação que meu pai pode estar me assistindo aos domingos sem saber que sou sua filha. Cresci com a curiosidade de desvendar essa história e poder um dia, quem sabe, descobrir quem é, ou foi, meu pai", diz a bailarina na carta. Ela ainda pede para que as pessoas que viveram em Brasília na mesma época e tenham alguma pista entrem em contato.

Ana Carolina Oliveira%2C bailarina do Faustão%2C em fotos com a mãe%2C MartaReprodução Internet


Últimas de Celebridades