Giovanna Antonelli viverá a pescadora Alice na novela 'Sol Nascente'

Tudo o que a atriz toca vira ouro. Ela já pensa até no que vai ser sucesso em seu próximo papel

Por O Dia

Rio - Giovanna Antonelli estreou em novelas com ‘Tropicaliente’, trama de Walther Negrão, em 1994. Ela interpretava Benvinda, uma personagem discreta e engraçada. Hoje, 22 anos depois, ela tem a chance de voltar a decorar o texto do autor, mas como Alice, a protagonista de ‘Sol Nascente’, que estreia em agosto, às 18h, na Globo. Para a atriz, o convite era irrecusável. “Imagina minha emoção? Foi ali que, praticamente, tudo começou. E 22 anos depois. Espero retribuir esse presente da melhor e maior forma de entrega possível”, torce Giovanna.

Para compor a personagem, cujo foco é pesca industrial e que vai para a lida comandar pescas, a atriz mergulhou no universo da trama. “Fizemos alguns laboratórios ao longo do processo. Imersão na cultura japonesa. Algumas palavras básicas. Filmes, documentários. Gravamos no mar, numa pesca real. Foi incrível”, diverte-se.

Giovanna Antonelli viverá a pescadora Alice na novela 'Sol Nascente'Divulgação

Em sua quarta novela consecutiva (‘Salve Jorge’, ‘Em Família’, ‘A Regra do Jogo’ e agora ‘Sol Nascente’), Giovanna faz planos de férias para depois desse trabalho. “Férias, aprimoramento, estudo e investimento na qualidade de vida”, elenca.

Assim como na ficção — a personagem Alice decide estudar Finanças no Japão —, Giovanna também tem seu tino para negócios. Apesar de ter cursado jornalismo, a atriz adora a área financeira e a pratica. Até que, se não fosse intérprete, poderia seguir a carreira de empresária. “Hoje toco a Giolaser, clínica de estética, com meus sócios. Temos 15 lojas pelo Brasil. É um projeto em expansão que me dedico bastante. Poderia focar no lado empresarial. Tá aí!”

Quando vemos Giovanna Antonelli nas novelas, é quase difícil não nos lembrarmos dos acessórios e figurino que fazem sucesso quando usados pela atriz. De esmaltes a bolsas, passando por penteado até capinhas de celular. “Eu adoro palpitar sempre. Nossa figurinista Labibe Simão criou um estilo próprio para Alice. Misturas inusitadas formas novas de usar coisas já vistas. Tem uma onda no japonismo sem caricatura. Tudo dentro do contexto dessa mulher, tudo pensado nessa personalidade Alice. Vamos ver o que o povo vai curtir”, adianta.

Giovanna gosta de trabalhar e acredita que a relação dela com o público, que também a trouxe até onde está, é de troca de amor, gratidão. “Diversifico meu trabalho e estou sempre em processos de criação em vários departamentos do meu dia a dia. Não tenho dificuldade de dizer ‘não’ para nada nem para ninguém. Confesso que me dá até um pouco de prazer essa minha capacidade”, revela, entre risos.

Giovanna Antonelli e Bruno Gagliasso em cena de 'Sol Nascente'Divulgação

MARIDO E FILHOS

Em ‘Sol Nascente’ será a terceira vez em sete anos que a atriz é dirigida pelo marido, Leonardo Nogueira, diretor artístico da Globo. “Um prazer sem fim trabalhar com ele. Admiro muito pessoal, claro, e profissionalmente. Gostaria de ser dirigida mais vezes por ele. E curto muito. Conversamos bastante sobre tudo, mas como os dois trabalham demais, sempre que estamos juntos o foco é na família, na gente e nos amigos”.

Mãe de Pietro, de 11 anos, do relacionamento com Murilo Benício, e das gêmeas Antônia e Sophia, de 5, do atual casamento, Giovanna conta que os filhos não assistirão à novela da mãe. “Meus filhos não têm o hábito da TV em casa. Curtem muito filmes e conteúdos infantis. Cada um na sua idade. Eles têm uma rotina muito exata, estudam, têm várias atividades estimulantes e o tempo livre é para brincar. Brincadeira de criança”, frisa.

SOBRE A PERSONAGEM

‘Sol Nascente’ terá uma pegada praiana, como o título bem explica e até remete um pouco, em nome, à ‘Tropicaliente’. Em comum, paisagens e praias paradisíacas da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Mas pensa que vida de protagonista é moleza? “Foi bem bacana. Sem folga e com muito frio. O mergulho fica para próxima. Nas folgas, corria para casa ou para outros trabalhos”, esclarece, aos risos.

Na trama, que também leva assinatura de Júlio Fischer e Suzana Pires, Antonelli interpreta Alice, uma mulher objetiva, racional, profissional, determinada e amável. Ela tem um grande amigo, Mário (Bruno Gagliasso), mulherengo e mais novo que ela. Quando Alice resolve fazer um MBA de Administração e Finanças no Japão — país da sua família adotiva —, Mário percebe o óbvio que ele não via. É apaixonado por Alice.

Só que a empresária não coloca muita fé nas intenções do amigo. Giovanna garante nunca ter passado por situação parecida. “Apesar de ter grandes amigos homens. Acredito na amizade. Profundamente”, pontua. “Na história, a diferença deles é de 4 anos. Acho que não faz a menor diferença. Em nenhum aspecto”, completa.

Só que nessa viagem, ela se encanta por Cesar (Rafael Cardoso), homem de negócios, centrado, que vê em Alice a chance de aplicar um grande golpe. “Acho que ele é um amor idealizado por ela. Que vai se tornando real para ela, à medida que o tempo vai passando. Se consolidando”, observa a atriz. 

Últimas de Celebridades