Isabelle Drummond vai viver mocinha idealista do século 19 em 'Novo Mundo'

Atriz fez aulas de equitação, tiro, luta com espada e pintura para encarnar uma jovem à frente do seu tempo

Por O Dia

Rio - Isabelle Drummond está com alongadas e lisas madeixas escuras. O visual é de uma típica mocinha de época. Tudo isso para viver Anna Millman, a protagonista da próxima novela das seis, ‘Novo Mundo’, que estreia em março. “O visual dela é inspirado na Rainha Margot e na Europa da época. Só que Anna é menos sensual que a rainha, que tinha esse apelo. Tem um pouco de Julieta também”, revela.

Atriz mudou o visual para viver protagonista da próxima novela das seisDivulgação

Mas não se engane. Na trama de Thereza Falcão e Alessandro Marson, Isabelle viverá uma heroína nada convencional. “Anna é questionadora, é uma mocinha idealista. Está à frente de seu tempo, vai fugir das regras. Se apaixona pelo Joaquim (Chay Suede), mas ela é da nobreza, ele não. Ele é um ator. Os dois se conhecem no navio vindo para cá. E depois vai acontecer um triângulo com o Gabriel Braga Nunes (o oficial inglês Thomas Johnson)”, esclarece a atriz.

‘Novo Mundo’ é uma aventura que tem como cenário o Brasil do início do século 19. Há quase 200 anos, a arquiduquesa austríaca Leopoldina (Letícia Colin) atravessou o Atlântico rumo ao Brasil para se tornar a esposa de Dom Pedro (Caio Castro), personagem fundamental no processo de independência do país. Para os autores, o folhetim retrata uma época de personagens heroicos. “Pensamos em falar sobre a formação do povo brasileiro. Como vemos esse país de hoje. De onde ele veio? Como foi? As pessoas que vieram de fora: o que queriam? Além disso, as pessoas vão se emocionar com esse amor de Anna e Joaquim, e com a dedicação e frustração de Leopoldina”, declara a autora Thereza Falcão.

Isabelle como a mocinha em 'Novo Mundo'Divulgação

Isabelle conta que sua Anna é uma escritora, uma verdadeira artista, que inicialmente tem a missão de acompanhar Leopoldina e ensinar a língua da colônia para a futura princesa. “Ela é inspirada na inglesa Maria Graham, que realmente existiu. Ela e Leopoldina eram amigas, e ela era professora das filhas dela. Os autores adaptaram, temos a licença poética. Aliás, a novela é toda poética”, enaltece a intérprete.
E a heroína pode ser considerada uma feminista da época?

“Sim. Ela vai fazer coisas que as mulheres não faziam, vai assinar os livros dela, por exemplo. Vai questionar muito o que acontece ao redor, a escravidão. A história é narrada a partir do diário dela, da sua observação e percepções. No início, ela ganha um diário da Leopoldina e começa tudo ali”, diz.

ENTREGA AOS PERSONAGENS

A niteroiense de 22 anos não se assustou com o desafio de viver sua sexta protagonista, numa trama que pediu tanta preparação. Para ‘Novo Mundo’, os atores fizeram um trabalho que começou em outubro do ano passado, e incluiu aulas de equitação, luta com espada, pintura, tiro, etiqueta, entre tantas outras, para se ambientarem com os costumes da época. “Estamos gravando há dois meses. Preparando há três. Além das aulas, tivemos ensaios. Claro que isso e a caracterização ajudam muito. E sempre fiz meus personagens, independentemente de tamanho, com a mesma dedicação. Gosto de estudar, sou exigente com meu trabalho, e sou entregue, mergulho”, confessa.

Depois de tirar um ano sabático em 2016, a rotina de Isabelle voltou a ser de muito trabalho. Além da novela, a atriz se prepara para lançar o longa ‘Minha Família’, agora no segundo semestre, em que faz par romântico com Rafael Infante.

“Precisava tirar um ano para me abastecer. Estava emendando um trabalho no outro. Pedi, e a Globo respeitou. Sempre trabalhei muito e a emissora sempre foi minha parceira. Tirei um ano para estudar, e foi bom para o meu trabalho”, afirma ela, que está no ar também na reprise de ‘Cheias de Charme’, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.
A atriz, que está solteira no momento, garante que a carreira a realiza. “Conquistei felicidade com o meu trabalho.É tudo que preciso. E veio de dentro de mim. Sou focada. O melhor da profissão é viver os personagens, aquelas vidas dentro do estúdio. Sou encantada por isso. Atuar me faz feliz. Amo o que faço”.

Últimas de Celebridades