'Não houve intimidação', diz Caio Blat sobre caso de assédio de José Mayer

Ator participou do lançamento da série 'Os Dias Eram Assim', no CCBB, na noite desta terça-feira

Por O Dia

Rio - A denúncia de assédio sexual contra o ator José Mayer deu o que falar durante o lançamento da série "Os Dias Eram Assim", no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Centro do Rio, na noite desta terça-feira. Entrevistado pelo portal Uol, o ator Caio Blat saiu em defesa do amigo e disse que ele "não oferece ameaça a ninguém". Após a polêmica, a Globo decidiu afastar o artista da novela "O Sétimo Guardião", de Aguinaldo Silva.

"Não estou sabendo dessa decisão de afastá-lo, mas não acho certa. José Mayer é uma pessoa que a gente conhece. A declaração que ele deu hoje [carta aberta divulgada pelo ator] foi brilhante. A forma como ele se colocou foi perfeita", reforçou Blat.

Caio Blat esteve no lançamento de 'Os Dias Eram Assim'Ag. News

O ator afirmou que José Mayer fez "uma brincadeira fora de tom". "Não houve intimidação. A Maria Ribeiro [mulher de Blat] passa por isso diversas vezes e me conta. Faz parte da nossa cultura, ainda mais quando existe uma relação hierárquica", completou.

Blat destacou que a "tomada de consciência" e a mobilização realizada pelas mulheres nesta terça-feira foi importante. "Uma brincadeira que talvez as pessoas estejam acostumadas porque sempre foi assim. A campnha foi muito legal, todo mundo se engajando. Existe essa questão de outras gerações", acrescentou.

Susllem Tonine e José MayerDivulgação

Entenda o caso

A denúncia de assédio sexual foi antecipada pelo colunista Leo Dias no dia 3 de março. Mas, o caso ganhou notoriedade após Susllem Tonine escrever um texto denunciando o ocorrido no blog #AgoraÉQueSãoElas, do jornal Folha de S. Paulo. 

No texto, a figurinista afirma que José Mayer a chamou de vaca e passou a mão em sua genitália. O caso repertiu bastante nas redes sociais, fazendo com que atrizes e funcionárias da emissora criassem uma campanha contra o assédio sexual. 

Na ação, globais vestiram a camisa "Mexeu com uma, mexeu com todas" e compartilharam fotos no Instagram com a hashtag #ChegaDeAssedio. A Rede Globo se manifestou a favor da campanha. "Não só sabemos como apoiamos. Temos conhecimento dessa iniciativa e ela será bem recebida, pois está absolutamente alinhada com as crenças e os valores da empresa", diz a empresa no comunicado. 

Devido a repercusão do caso, o diretor-geral da emissora, Carlos Henrique Schroder, chegou a mandar um e-mail para todos os funcionários da empresa com diretrizes sobre o caso. No e-mail, Carlos Henrique Schroder diz: "não compactuamos com atitudes que contrariam o Respeito que defendemos. Essa acabou sendo mais uma oportunidade para que a Globo reforce crenças de respeito à diversidade, ao ser humano, que existem na emissora há tempos. Tudo que tem sido discutido internamente, todas as dúvidas que têm sido tiradas, têm como base o Código de Ética e de Conduta do Grupo que prega esses valores desde sempre."

Últimas de Celebridades