Brasileiros empolgam no segundo dia de Rock in Rio

Críticas a políticos marcaram algumas apresentações. Brindes distribuídos e brinquedos, apesar das filas, fizeram a festa do público

Por O Dia

Rio - Os brasileiros agitaram e empolgaram no segundo dia do Rock in Rio tanto no palco Sun Set quanto no Mundo. A Blitz, que comemora 35 anos, teve como parceiros Alice Caymmi e Davi Moraes. Em seguida Rael cantou ao lado de Elza Soares, emocionando e levando o público ao delírio ao interpretar 'A mulher do fim do mundo'. Evandro Mesquita fez a plateia gritar ao criticar o presidente Temer, por conta de decreto que extinguiria reserva na Amazônia, em prol da exploração mineral. A banda encerrou ao som de "Você não soube me amar". Já no palco Mundo, os mineiros do Skank empolgaram ao levar a canção Indignação e criticar os políticos. "Rock in Rio indignado!", bradou várias vezes Samuel Rosa.

O vocalista Samuel Rosa%2C do Skank%2C levantou o público com gritar várias vezes%3A "Rock in Rio indignado!Divulgação

Mas nem só de música se faz festival. Entre uma apresentação e outra, os participantes ficaram de olho em brindes e ações gratuitas na Cidade do Rock.Os brindes mais concorridos eram os copos do Itaú. Outra sensação foi a tatuagem temporária feita com batom Super Stay 24 Color no stand Maybelline, que só sai 24 horas depois.

Muitas horas de diversão fizeram o público se precaver. O professor Igor Cassiano e o amigo Henrique Tavares investiram em alimentos para não gastar tanto dinheiro.

Os brinquedos foram sucesso garantido. Tanto que o agendamento para a tirolesa encerrou em menos de uma hora após a abertura dos portões. A fila da Roda Gigante era grande, mas andava rápido. Na montanha-russa também havia fila, mas muitos não se importavam em esperar.

Evelyn Mesquita%2C Natacha Bezerra%2C Vitoria Paiva e Morena TavaresGabriel Sobreira / Agência O DIA

Na primeira noite, na sexta, após o show de Ivete Sangalo, vieram os Pet Shop Boys com show que parecia conectado com o espírito diverso da plateia, mais desconectado do clima do festival. Neil Tennant e Chris Lowe demoraram a engrenar. Empolgaram mais no final, com 'It's a sin', 'Left to my own devices', 'Domino dancing' e a releitura do hit de Elvis Presley, 'Always on my mind'. A dupla resgatou 'Se A Vida É', gravada com o Olodum, e agradeceu ao Brasil "pela música que vocês nos deram

Ao substituir Lady Gaga, o Maroon 5 acabou tendo uma grande noite com uma turma numerosa e cantando junto hits como 'Moves Like Jagger', 'Animals', 'This Love', 'Harder To Breathe'. Houve expectativa sobre se a banda iria tocar algum hit de Lady Gaga, o que não aconteceu.

 

Últimas de Diversão