Quarto dia de Rock in Rio é marcado por ausência de protestos

'I Don't Wanna Miss a Thing', hit do Aerosmith, foi cantada por fãs que preferiram fazer vídeos cantando a fotografar ou filmar a banda no palco.

Por O Dia

Rio - O primeiro dia em que a Cidade do Rock foi mesmo do rock - e que o Rock In Rio fez jus ao estilo musical que tem em seu nome - foi marcado por zero protestos (ao contrário dos "fora Temer" ouvidos aos borbotões no primeiro fim de semana), veteranos no palco (Aerosmith e Alice Cooper) e consagração definitiva do hábito do público de fazer selfies enquanto canta seus hits preferidos. 'I Don't Wanna Miss a Thing', hit do Aerosmith, foi cantada por fãs que preferiram fazer vídeos cantando a fotografar ou filmar a banda no palco. Uma mania que começou do nada e se espalhou pela galera.

Steven Tyler empolgou públicoAg. News

Encerrando a noite no Palco Mundo, o Aerosmith emocionou pela boa forma do vocalista Steven Tyler e do guitarrista Joe Perry, e pelo bom humor de todos os integrantes. Focando em hits lançados na fase pós-anos 1980, mas com alguns sucessos do comecinho, o show sofreu com os desvãos da qualidade sonora do Palco Mundo. A cada momento, um instrumento ficava inaudível - quase sempre era a bateria de Joey Kramer, mas vozes e guitarras também emudeceram. O roteiro tinha hits como 'Dude, Looks Like A Lady', 'Walk This Way', 'Sweet Emotions', 'Falling In Love', 'Crazy', 'Cryin'. Faltou 'Janie's Got a Gun' e sobrou autoconfiança ao incluir duas covers da fase blues do Fleetwood Mac, 'Oh Well' e 'Stop Mesisn Around', que deram uma dispersada no público.

O som do Palco Sunset quase sempre está bem melhor que o do Mundo. No show de Alice Cooper, que encerrou atividades no local nesta quinta, não foi diferente. O rei do "shock rock" dos anos 1970 ainda por cima aproveitou para trazer toda sua parafernália ao Brasil, e incluiu até as cenas do show em que ele é decapitado e torrado na cadeira elétrica - em 'Feed My Frankenstein'. Músicas do disco novo, 'Paranormal', foram deixadas de lado e deram lugar a hits como 'Only Women Bleed', 'No More Mr Nice Guy', 'School's Out', 'Halo Of Flies'. O convidado Arthur Brown, que já fazia rock para chocar a sociedade antes dele, cantou o hit 'Fire'. Joe Perry, guitarrista do Aerosmith e colega de Cooper na banda Hollywood Vampires, apareceu para uma participação.

A noite teve ainda o punk pop do Fall Out Boy, que apresentou músicas novas do disco 'Mania' e tocou até Michael Jackson. O Scalene, banda brasileira, encarou a missão de abrir o Palco Mundo com seu som bacana, mas que talvez preenchesse mais espaços no Sunset. Def Leppard também fez bonito no Palco Mundo, apresentando só hits e alegrando uma plateia cheia de fãs, mas ainda meio dispersa - azar de quem não curtiu.

Últimas de Diversão