Por daniela.lima

Rio - A paixão esfriou. E o sexo não tem mais novidade. Hora de separar e procurar novos parceiros. É com esse espírito que Fernanda Lima chega à sua sétima e última temporada no comando de ‘Amor & Sexo’, que estreia dia 3 de outubro, na Globo. A tristeza com o fim de um casamento que deu tão certo só não é maior do que o prazer de fazer o programa. “Foi bom para mim”, confessa a bela, de 36 anos,que promete episódios ainda mais quentes do que os anteriores. 

'Foi bom para mim'%2C diz Fernanda Lima sobre programa ‘Amor %26 Sexo’Márcio Mercante / Agência O Dia


Quando o diretor de núcleo Ricardo Waddington a convidou para apresentar ‘Amor & Sexo’ em 2009, Fernanda achou que não seria capaz. “Nunca achei que soubesse falar de sexo e ainda acho que não sei. Talvez tenha sido este o segredo do sucesso do programa. Ninguém chega lá com ideias prontas e conceitos, mas com dúvidas”, diz ela. “Despedida nunca é bom. Vou sentir saudade, mas é um ciclo que se fecha”.

Waddington foi quem decidiu que estava na hora de acabar. Para ele, o sexo pelo sexo não seguraria a atração. O tema foi esgotado. “Falamos de sexo oral, anal, tamanho de pênis... Para continuar, teríamos que falar sobre outros assuntos como comportamento, para os quais já existem programas na grade da emissora”, explica.

Na nova temporada, que começa a ser gravada nesta sexta-feira, Fernanda escreve o roteiro e também canta. Como ela já mexia nos textos que recebia, foi formalmente confirmada como redatora por Waddington e pelo supervisor de texto Rafael Dragaud. “Nada mais natural do que escrever o que vou falar. Difícil, mas é bom”, diz ela, que já tem quatro programas prontos.

Cantar foi ideia do diretor. A apresentadora tem ensaiado com Léo Jaime, produtor musical do programa. “Na hora, topei. Depois, não consegui mais arredar o pé. Quando fui pro estúdio e ouvi minha voz, odiei. É um desafio bem difícil”, admite.

Na bancada, os jurados José Loreto, Alexandre Nero, Otaviano Costa, Mariana Santos e Regina Navarro Lins (colunista do DIA) estão de volta. “Acho que minha influência foi o Pedro de Lara”, brinca Nero. O diretor anunciou em primeira mão: “Otaviano vai fazer strip-tease num dos episódios”. 

Equipe de 'Amor & Sexo' reunida durante coletiva sobre a sétima temporada do programaMárcio Mercante / Agência O Dia


TRABALHO PARA CASA

Casada com Rodrigo Hilbert, mãe dos gêmeos João e Francisco, de 5 anos, Fernanda garante que não aprendeu tanto assim, apesar dos quatro anos falando de sexo: “Não consigo me lembrar de nada revelador que tenha mudado a minha vida”.

Outros membros da equipe já levaram trabalho para casa: Waddington testou uma boneca inflável e Léo Jaime, um vibrador masculino. “Não consegui. A boneca era de plástico e machucava”, afirma o diretor. “O vibrador tinha desenho de um boneco com a boca aberta. Não consegui usar. Mas meu filho achou que era um brinquedinho ótimo”, revela o músico.

Fernanda diz não ter grandes questões sexuais, mas não deixa de opinar no programa mesmo quando o assunto é delicado. “O que me deixaria desconfortável é se perguntassem: ‘Você faz sexo anal?’ Esse tipo de pergunta eu não faço, prefiro que a pessoa fale, e não gosto que façam comigo”, frisa. “Da minha vida sexual, eu não falo”.

Aberta a novas parcerias, Fernanda jura que não tem outro projeto em vista. Ela nega que vá para o ‘Video Show’ e não pensa em voltar às novelas — fez ‘Bang Bang’ (2005) e ‘Pé na Jaca’ (2006). “Tenho muito medo de atuar. Acho que expõe, não sei lidar com essa mistura de emoções”.

Você pode gostar