Paixão sem preconceito: Rafael se encanta pela autista Linda em ‘Amor à Vida’

'Meu personagem e a Linda formam uma bolha, um mundo à parte', diz Rainer Cadete, ator que interpreta o advogado na trama

Por O Dia

Rio - Linda (Bruna Linzmeyer) vai ganhar um verdadeiro amor na novela. Nos próximos capítulos de ‘Amor à Vida’, após ter o primeiro contato com a jovem autista durante o casamento de Bruno (Malvino Salvador) e Paloma (Paolla Oliveira), o advogado Rafael (Rainer Cadete) vai investir todas suas fichas nela. 

Uma paixão sem preconceito%3A Rafael se encanta pela autista Linda em ‘Amor à Vida’ Reprodução


“Ele a chamou para dançar sem saber que ela era autista e, depois, não viu problema nenhum nisso. Quando os dois estão juntos é pura magia, por isso ele decide encontrá-la mais vezes. Meu personagem e a Linda parecem que dialogam em outro lugar. Formam uma bolha, um mundo à parte”, comenta Rainer, de 26 anos.

E, se depender da imaginação de Walcyr Carrasco, autor da trama, o romance entre Rafael e Linda promete muitas emoções. Rainer confessa que está ansioso para ver como os espectadores vão reagir. “A Bruna está fazendo um trabalho incrível. Parece que é uma autista mesmo, não é nada difícil contracenar com ela, porque ela está maravilhosa. Quando estamos em cena, chegamos a níveis de emoção impressionante. Quero ver a reação do público ao acompanhar um casal que tem suas limitações. Seria bem interessante se eles se casassem, ia quebrar um tabu.”

Com o destaque que vem tendo na trama, o advogado Rafael poderá deixar a formalidade de sua profissão de lado para mostrar um pouco mais de sua personalidade como um homem apaixonado. “Estou adorando o desdobramento do personagem. Antes, ele só aparecia trabalhando, não mostrava nada da vida pessoal e dos sentimentos dele. Era uma pessoa neutra. O Rafael é um personagem com valor social e eu estou fazendo com muito carinho e entrega. O Walcyr fez uma trama interessante, para mostrar que os autistas têm seu lugar na sociedade. Essa é a realidade de muitas pessoas no país”, explica.

Rainer, assim como Rafael, não dá ouvidos para o preconceito e sabe lidar muito bem com as diferenças. O ator, que nasceu em Brasília, conta que já foi vítima de opiniões maldosas. “Fui casado com uma mulher negra, uma mulata linda, com quem tive meu filho Pietro. Mas surgiram muitos comentários preconceituosos, que nunca consegui entender. É difícil acreditar que as pessoas ainda cultivam esse tipo de sentimento. Eu não teria problema nenhum em namorar uma autista. Acredito que o amor não tenha idade nem barreiras. Sou muito romântico”.

NA TELONA
Além da novela, Rainer poderá ser visto no filme ‘Cine Holliúdy’, que estreia na região Sul e Sudeste do Brasil no fim do mês. “É o meu primeiro longa. Estou querendo muito ver qual será a opinião do público por aqui. No ano que vem, vou realizar um projeto pelo centenário de Vinicius de Moraes em Brasília. Será um festival com muita poesia, música, peças e palestras”, adianta.

Últimas de Televisão