Por nara.boechat

Rio - Então é Natal! E se há crianças com bons motivos para comemorar, essas são as protagonistas de ‘Chiquititas’, a novelinha do SBT que arrebatou o público infantil, se consolidou na vice-liderança de audiência com médias de 13 pontos e virou fenômeno de vendas de produtos com a marca. A maioria dos atores mirins não fez nenhum pedido especial, mas vai passar a noite de hoje com a família à espera dos presentes — o iPhone é o preferido! Eles não só acreditam em Papai Noel como acham que o velhinho barbudo e vestido de vermelho pode transformar pessoas com sua magia.

“Eu acredito, sim! Todo ano fico esperando o Papai Noel. Ele sempre coloca o presente em casa durante a noite do dia 24 para 25. Acordo de madrugada para procurar o presente”, conta Lívia Inhudes, de 12 anos, a Vivi, que não pediu nada este ano. “Já ganhei bastante coisa. Ficarei contente com o que ele deixar.”

Da esquerda para a direita%3A Mili (Giovanna Grigio)%2C Mosca (Gabriel Santanna) e Pata (Julia Olliver)Lourival Ribeiro / SBT

Para Giovanna Grigio, a protagonista Mili, Natal é sinônimo de família reunida. “Eu gosto que todo mundo fica mais bonzinho nessa data. As pessoas ficam mais amorosas e acordam felizes”, observa. Aos 15 anos, ela diz que fica ainda mais satisfeita ao ver, pelo Skype, a alegria dos primos que moram nos Estados Unidos abrindo seus presentes. “Na verdade, acho que Papai Noel existe para todos aqueles que acreditam em sua magia.”

Gabriel Santana, o Mosca, de 14, já ganhou dos pais seu presente antecipado, um iPhone. Agora, o menino não vê a hora de atacar a ceia na casa da tia, onde toda a família vai se reunir para a festa. “Cada Natal tem uma coisa diferente, e eu gosto de todas. Mas os pratos tradicionais, o lombo e as aves, são os meus favoritos”, revela. “Eu acredito ainda mais no Espírito Natalino e em tudo o que ele representa.”

Gabriela Saraivah, de 9, a Tati, confessa que acredita “mais ou menos” em Papai Noel. “Mas sempre espero o presente!”, completa. Nesse caso, a menina não economizou no pedido deste ano: um iPhone 5S, que ela espera encontrar no pé da árvore de Natal na manhã do dia 25. “Vou passar com minha família no Rio”, conta Gabriela, que é louca por rabanada. “É meu prato predileto.”

Na ceia da família de Filipe Cavalcanti, de 13, o Rafa, não pode faltar um enroladinho de pão com frios, chamado de Pão Nosso. É uma das comidas favoritas do garoto. “Na verdade, gosto de comer tudo, como arroz com lentilhas”, admite Filipe, que quer ganhar algum jogo de Playstation 3. “Acredito que o Natal é um momento de se divertir e ser feliz com todo mundo. É uma grande confraternização.”

Nem sempre a família de Julia Olliver, de 10, a Pata, consegue se reunir para o almoço de Natal. Mas a menina torce sempre por isso: “É uma data em que podemos estar todos juntos.” Este ano, ela não pediu nada, porque já ganhou um iPhone no Dia das Crianças. “Estou feliz com tudo. O melhor presente de Natal até hoje foi uma boneca da Eliana que andava”, conta.

O sonho natalino de Gui Vieira, de 11, o Binho, é mais extravagante: um carro igual ao do personagem Jorge, da novela ‘Carrossel’. Se o menino vai ter seu pedido realizado, só vendo amanhã. “No meu coração, acredito em Papai Noel. Lembro que, quando eu tinha 5 anos, acordei e vi o meu presente na janela. Fiquei muito contente”, recorda.

Na casa da avó de Cinthia Cruz, de 13, a Cris, o Papai Noel entrega os presentes para cada pessoa da família. Se ela acredita? Claro que sim, mas ela resolveu inovar no pedido, já que não sabia direito o que queria. “Desejo que ‘Chiquititas’ continue fazendo muito sucesso em 2014, que continuemos sendo todos muito amigos e também desejo muita sorte pra minha família”, diz.

Ao lado da família, Rayssa Chaddad, de 11, a Bia, vai festejar o Natal no Guarujá, em São Paulo. “Pedi muito amor, muita paz e também um iPhone”, conta ela, que se lembra de um presente muito especial: “Foi quando pedi para o Papai Noel curar a ferida da minha avó, e ele realizou esse pedido.”

Um iPhone e uma boneca estão na lista de presentes de Giulia Garcia, de 10, a Ana. Para as crianças que ainda duvidam da existência de Papai Noel, a menina manda um recado: “Quero dizer que eu acredito, sim! Ele chega sempre à meia-noite. Cada ano, fico com minha prima tentando ver a hora em que ele vai chegar. Porém, quando estamos do lado de dentro da casa, ele entra pelo jardim, e, quando estamos no jardim, ele entra pelo telhado. Mas sempre ficamos na espera com o copo de leite e cookies.”

Você pode gostar