Por daniela.lima
Rio - Shakira não apertou o botão no ‘The Voice’ americano. Por aqui, Claudia Leitte virou a cadeira e ajudou o cearense Sam Alves, de 24 anos, a ganhar a segunda temporada do ‘The Voice Brasil’, com 43% dos quase 30 milhões de votos na final, quinta-feira. Ele levou R$ 500 mil, um caro zero, além de um contrato com a Universal Music e gerência de carreira. Sam venceu, mas a final não agradou aos internautas, que fizeram uma enxurrada de críticas nas redes sociais. 
'The Voice': A polêmica vitória de SamAg. News


“Eu me senti um derrotado quando ninguém virou a cadeira para mim (na versão americana). Agora, vejo que aquilo foi preciso para eu estar aqui hoje. Essa vitória significa que vale a pena lutar e não desistir”, disse o cantor.

E essa não foi a primeira luta de Sam. Com apenas dois dias de vida, ele foi abandonado em uma caixa de sapatos, em Fortaleza, com um bilhete escrito que ele havia nascido no dia 3 de junho, de 1989, e tomado mingau às 13h, daquele dia 5. Segundo a revista ‘Veja’, Luis e Raquel Alves o encontraram. Quando Sam fez 4 anos, a família se mudou para Massachusetts, nos Estados Unidos, onde ele foi educado.

Com a música ‘Hallelujah’, de Leonard Cohen, Sam desbancou o ‘bigode grosso’ Pedro Lima (do time de Lulu Santos), Lucy Alves (Carlinhos Brown) e Rubens Daniel (Daniel). 
Publicidade
“Desde o início, eu senti que ele era o campeão. Sam tem tudo o que um artista precisa para reluzir: carisma, paixão quando canta e uma afinação impecável”, elogiou Claudia. Ele vai participar do show dela, dia 30, em Salvador, e já está confirmado no trio elétrico Largadinho, no Carnaval da Bahia.