Por daniela.lima

Rio - O Rio de Janeiro comemora 449 anos hoje. Por isso, a coluna, que é carioquíssima — e com muita honra — resolveu homenagear esta Cidade Maravilhosa com uma edição especial. Conversamos com algumas das celebridades da nossa TV, que, assim como nós, se sentem privilegiadas em compartilhar as belezas desta terra, e perguntamos com o que elas gostariam de presentear o Rio nesta data. Confira. 

Christiani Torloni parabeniza o Rio de JaneiroDivulgação


CHRISTIANE TORLONI: “Eu daria ao Rio de Janeiro paz e ética. Tudo se resolve com paz e ética.” 

CISSA GUIMARÃES: “Daria tanto presente que acho que teria que ir à Saara (risos). Saúde pública, transporte, educação e segurança são um presente nacional. Mas acho que o carioca precisa ter uma noção maior de cidadania. Para não perder a alegria de vida, que é inerente ao carioca, é preciso ter mais consideração uns com os outros. Ainda vejo gente estacionada em vagas destinadas a portadores de necessidades especiais e gente jogando lixo na rua. A malandragem vai continuar, por isso, acho que cidadania será um presentaço.”

VANESSA GERBELLI: “Daria um metrô bem planejado e uma frota de ônibus que atendesse 
à demanda dos cidadãos."

MANOEL CARLOS: “Daria um transporte mais seguro e eficiente para todos.
Dá pena e raiva ver as pessoas sofrendo para chegar ao trabalho pela manhã. E, no fim do dia, sofrendo para voltar para casa.” 

ERIBERTO LEÃO: “Criaria uma campanha para mais gentileza entre as pessoas. Porque os problemas que temos são estruturais (saúde, transporte, educação e segurança). Mas o mais grave é as pessoas não se respeitarem. Com isso, tudo fica mais caótico, da ciclovia ao trânsito.”

JONAS BLOCH: “Daria uma campanha publicitária educativa, comparando um comportamento civilizado com a barbárie de alguns cariocas.” 

TAINÁ MÜLLER: “Tratamento de primeiro mundo para os resíduos de esgoto biológico, que são despejados no canal de Ipanema. Além disso, melhoraria o planejamento de segurança, bem como uma maior qualificação no treinamento dos policiais.”

JULIANA DIDONE: “Presentearia com um serviço de barcas que interligasse o Flamengo
à Barra. Sou gaúcha e adotei o Rio como lar, principalmente, por causa da beleza. É uma pena perdermos tempo em trânsito, prejudicando o meio ambiente. Assim, conseguiríamos aproveitar mais a beleza natural da cidade.”

THIAGO MENDONÇA: “Devolveria a Perimetral, que já estava incorporada à paisagem da cidade e desafogava todo o trânsito, que agora nos sufoca e só faz piorar! Mas pra quem anda de helicóptero não faz diferença, né!?”

DANIEL ANDRADE:
“Mais investimento no transporte público. Acho surreal levar duas horas para fazer Barra da Tijuca/Leblon ou Barra da Tijuca/Ipanema. Melhoraria as condições das ruas e estradas, além de alargamento de avenidas e construção de túneis subterrâneos.”

AGUINALDO SILVA: “Daria ao Rio uma rede de barcas com destino para vários lugares. Assim como já existe a de Niterói e a de Paquetá. Temos um litoral lindo e, em vez de cavar buracos e gastar os tubos, era só colocar barcas para transporte. Da Ilha do Governador para o Centro ou de Ipanema e até da Barra. Assim, acabariam todos os problemas de engarrafamentos da nossa cidade.”

FERNANDA SOUZA: “Eu presentearia a cidade com um policiamento mais ostensivo. Não apenas nas principais áreas ou avenidas, mas também em áreas de pouco movimento, garantindo segurança para todos. Mas não só isso. Daria centros profissionalizantes e hospitais com maior capacidade e qualidade.

BIANCA RINALDI: “Uma reorganização administrativa voltada para a saúde, segurança e transporte.” 

MARCOS VERAS: “Eu daria um aeroporto internacional à altura do nosso eterno Antonio Carlos Jobim.”

CLÁUDIA RAIA: “Daria mais investimento e infraestrutura nas áreas de segurança e transporte. Está tudo um caos!” 

RONNY KRIWAT: “Túneis e vários corredores subterrâneos interligando a Barra da Tijuca ao Centro e a Zona Norte à Zona Sul.” 

THIAGO LACERDA: “Eu daria uma linha de navegação que ligasse a Barra da Tijuca à Zona Sul e ao Centro da cidade. Seria um grande serviço, muito bem estruturado e articulado. O caminho pelo mar poderia aliviar bastante o tráfego terrestre.”

Você pode gostar