Vera Holtz volta a pegar um garotão na telinha

Atriz vai viver a ricaça Vic Garcez no remake de ‘O Rebu’, próxima novela das 23h, uma mulher que adora festas e está sempre com uma taça nas mãos

Por O Dia

Rio - Fazer a fila andar é tarefa fácil para qualquer viúva enxuta, bonita e cheia da grana. Vic Garcez, personagem de Vera Holtz no remake de ‘O Rebu’ que estreia dia 14 de julho, vem para reforçar a tese. Não há nada que seu bom talão de cheques não compre ou encomende. Ao lado de seu namorado garotão, Kiko (Pablo Sanábio), na trama a ricaça só pensa em curtir a vida com muito tesão e uma taça champanhe na mão. 

Vera como Vic e o namorado%2C Kiko (Pablo Sanábio)Divulgação


“Ela vive em um estado de alegria permanente, está sempre muito feliz e umas doses acima”, comenta Vera, que se doa 100% para o papel. “Quando eu gravo algumas cenas da Vic, eu faço ela bem altinha mesmo. Aí vem o diretor e fala: ‘Vera, menos! Ela está menos bêbada’”, diz a atriz, aos risos. “Ela está sempre rodando com um copinho na mão, do tipo: ‘Quem vai me servir mais uma dose?’”.

Apesar do ‘teor alcoólico’ da personagem, Vera garante que não toma nenhuma bebida pra ficar animadinha durante as gravações. “Eu fiz a Santana de ‘Mulheres Apaixonadas’, fiquei um ano sendo alcoólatra, para mim é fácil gravar essas cenas.”

E essa também não é a primeira vez que Vera se relaciona com um homem bem mais jovem na ficção. Em ‘Belíssima’ (2005), a atriz protagonizou cenas quentes com Cauã Reymond. Mas parece que seu novo par não é apenas um michê barato. Kiko, apesar de torrar a grana a coroa, tem status de namorado.

“Ele é namoradinho dela. Pelo menos ela acha isso”, diverte-se a atriz. “Mas ela também não se importaria em pagar por sexo, Vic não está nem aí para nada. Não tem problema algum com a moral. Se tiver que pagar, ela vai, vai usar e pronto. O que ela quer é se divertir, ter um parceiro”, explica.

Depois de vários papéis de peso, Vera acredita que a Vic seja um respiro na sua carreira. “Não é um personagem de grandes desafios, é um personagem de repouso. Ela vem para somar, mas não exige muito de mim”, afirma Vera. A atriz também não descarta a possibilidade de sua ricaça ser a grande assassina da história, que é escrita por George Moura e Sergio Goldenberg, com direção de José Luiz Villamarim. “Sempre existe uma possibilidade, a trama é aberta e tudo pode acontecer.”

Apesar das diferenças, Vera e Vic têm uma coisa em comum: as duas adoram uma badalação. “Eu gosto muito de fazer festas, embora não esteja indo a muitas. Mas tenho experiência, sou muito vivida nisso”, acrescenta ela.

E se na vida profissional a atriz já fez de tudo um pouco, na vida pessoal ela tem planos que ainda não colocou em prática. Um deles é conhecer o Japão. Mas a tal viagem dos sonhos vai ter que esperar o fim das gravações da nova trama das 23h, em setembro: “Ir ao Japão é um desejo antigo. Vamos ver se consigo fazer isso depois da novela, né?”

Últimas de Televisão