'Império': Cora quase perde a virgindade

Ela vai se encantar por Jairo, um homem que vai tentar roubar sua bolsa

Por O Dia

Rio - Depois de tomar champanhe, comemorando o teste de DNA feito pelo Comendador, Cora (Drica Moraes) vai dar uma volta e é abordada por Jairo (Júlio Machado), que tenta roubar sua bolsa. Na sequência de ‘Império’, a partir do dia 28, Jairo tenta ‘hipnotizá-la’. Eles se encaram, até perceberem que o golpe não deu certo. Cora lhe dá muitas bolsadas e manda ele sumir ou chamará a polícia. Em casa, ela pensa: “O safado era ladrão, mas tinha um olhar de fogo! Será que era só o olhar?”

Cora quase perde a virgindade com JairoDivulgação

Impressionado, o marginal não a deixará em paz. Na noite seguinte, ele a segue de novo. Cora pergunta: “Vai tentar roubar minha bolsa de novo?” O malandro diz que não, e que ela mexeu com ele: “Você foi a primeira mulher que não ficou paralisada pelo meu olhar. Aconteceu ontem e hoje de novo.” Cora retruca: “É que o meu olhar é mais terrível ainda.” Jairo: “Então a gente precisa conversar.”

Pela manhã, Jairo, já a postos, vê Cora atravessar a rua, e se atira sobre ela, salvando-a de um atropelamento. Eles caem, Cora por baixo: “Não quero você se metendo na minha vida!” Jairo:“Agora é tarde. Já estou envolvido. O destino é que quis.” Cora dá uma joelhada nas partes baixas do rapaz, que pergunta quando será o próximo encontro. Ela: “Vai, chispa, chega de me deixar de saia justa.” Ele: “O que quero é te deixar sem saia. Sem nada, mulher.” Cora bate a porta na cara dele e fica nas nuvens: “Um homem pra chamar de meu. Vou fazer dele meu escravo. Ele vai fazer tudo que a mestra mandar.”

No dia D, Cora avisa: “Sou virgem!” Jairo sobe para o quarto dela e diz que vai esperá-la. Cora pega o porta-retrato com a foto da irmã e diz: “Não é só você que pode. Tem homem lá no meu quarto, me esperando pra... Esperei tanto esse momento. Mas não assim, e justo com esse sujeito esquisito, que mal conheço. Ah, se pelo menos fosse com ele...”

E lembra do sonho que teve em que transava com José Alfredo: “É ele que eu sempre quis! E você não tá mais aqui pra atrapalhar. Por isso, dá licença, que vou engambelar o sujeito. Não sem antes me divertir.” Com flores na mão, feito um buquê de noiva, sobe as escadas e cantarola a marcha nupcial até cair na gargalhada.

Na hora H, Jairo diz: “Se entrega, que vou te levar ao céu! Minha gostosa!” Cora o empurra e grita: “Pois pode guardar sua loucura dentro das calças e trata de sair do meu quarto e ir embora! Porque é assim, pura, virtuosa e ilibada, que vou continuar!” O rapaz promete que voltará e fará tudo o que ela mandar. Cora fica toda prosa.

Últimas de Televisão