Por clarissa.sardenberg
Publicado 04/11/2014 10:39 | Atualizado 04/11/2014 11:03

Rio - A novela Alto Astral começou com ares de superprodução e no maior clima das adoráveis comédias românticas com encontros amorosos que deixam os fãs do gênero suspirando. Fiel ao título, a novela segue uma sequência de cenas cheias de luzes e cores, com paisagens de tirar o fôlego e músicas divertidas, numa eficiente apresentação dos personagens principais.

De cara, logo na primeira cena, vemos Maria Inês (Christiane Torloni) voando em seu jatinho, sob uma tempestade de raios, com os dois filhos, ainda bem novos. Uma pane no avião causa um acidente que, por pouco, não mata o caçula, Caíque (no futuro vivido por Sérgio Guizé). Ele recebe, dentro do avião prestes a explodir, a visita de Dr. Castilho (Marcélo Médici) que introduz o lado sobrenatural que deve pontuar toda a trama. Castilho salva o menino e a história dá um salto no tempo.

Personagens de Nathália Dill e Sérgio Guizé tiveram encontro romântico no meio de uma floresta Divulgação

Conhecemos Marcos (Thiago Lacerda), o filho mais velho de Inês já adulto, o grande vilão da trama. Ao som de “Verdade, Uma Ilusão”, de Marisa Monte, surge Laura, em um jardim de contos de fada, numa interpretação apaixonante de Nathalia Dill, destaque principal do primeiro capítulo da novela. Carismática, com atitude, envolvente, na medida exata.

Além de Nathália e Sérgio, o elenco se mostrou afinadíssimo, coisa difícil de se ver num primeiro capítulo. Excelente o trabalho de Thiago Lacerda e Christiane Torloni. E já deu pra ver que Débora Nascimento dará uma vilã e tanto, como a secretária Sueli. Deliciosa a participação de Otávio Augusto, como o avô que todo mundo gostaria de ter, dando conselhos para a neta, Laura.

O humor ficou por conta de Cláudia Raia, que, no papel da vidente de araque Samantha, causa o maior rebuliço ao parar o trânsito para avisar que uma ponte iria ser destruída. O trio formado por ela com Pepito (Conrado Caputo), seu fiel escudeiro, e o comparsa César (Alejandro Claveaux) responsável por explodir a ponte, promete!

Graças a uma fadinha, ou uma anjinha, a graciosa Bella (Nathália Costa) – outro personagem que faz parte do lado sobrenatural da novela - Laura e Caíque se encontrarm no meio de uma floresta, perdidos no caminho de volta para a cidade onde moram, sob um temporal. Um primeiro capítulo extremamente agradável e gostoso de assistir, com ótimas atuações, boas cenas, belos cenários e no maior alto astral.

Reportagem de Daniel Marcusso

Você pode gostar