Por karilayn.areias

Rio - Marília Gabriela anunciou que após seis anos, está deixando o SBT. O "De Frente Com Gabi", programa que apresenta há 5 anos, na emissora, deixa de existir a partir de março deste ano. Para que não houvesse distorção dos fatos, segundo ela, a direção do canal resolveu reunir profissionais da imprensa para que o comunicado fosse feito nesta terça-feira, no SBT, em São Paulo. 

Claudia Leitte posa com Marília Gabriela nos bastidores do 'De Frente com Gabi'Divulgação

"Essa foi uma decisão longamente pensada. Foi uma decisão difícil. Eu estou deixando o SBT. Estou botando um ponto final em uma carreira que considero privilegiada do "De Frente com Gabi". Eu resolvi parar. Foi uma coisa que vim amadurecendo do começo do ano passado para cá. Tive conversas com filhos etc... Não é que eu tenha parado de trabalhar. É que o tempo passou muito rápido. Eu estou nessa carreira há muitíssimo tempo e eu estou sentindo outro tipo de necessidades. Então eu resolvi parar com a TV aberta porque eu tenho outros interesses aos quais eu quero me dedicar esse ano."

Diretor de planejamento artístico do SBT, Fernando Pelégio não escondeu que a emissora foi pega de surpresa. "Para o SBT é triste perder um nome tão importante do jornalismo. Essa era uma notícia que nós não gostaríamos de estar dando. Mas ela sai daqui pela porta da frente. Com as portas abertas para voltar, se quiser, no futuro."

Projetos

De fato, não passa pela cabela de Marília parar de trabalhar. Ao contrário. Ela continua no GNT, onde está desde 1996, porque conseguirá ter a flexibilidade que precisa para conseguir realizar todos os projetos que têm para este ano, incluindo seu programa de entrevistas. "Eu tenho dois livros (para lançar este ano) e num deles eu já estou trabalhando. O segundo é um projeto mais elaborado, vai exigir muito mais de mim. Quero ver se consigo viajar, ficar um tempo fora cuidando dele."

Além disso, ela estreia a peça vencedora do Tony Awards em 2013, o Oscar do teatro nos Estados Unidos, "Vanya e Sonia e Masha e Spike", de Christopher Durang, com direção de Jorge Takla, no dia 28 de fevereiro no teatro da Faap, em São Paulo. Com uma temporada já prevista no Rio de Janeiro. "Estou ensaiando diariamente das duas da tarde às oito da noite, e é um trabalho que está me ocupando de segunda à sábado. Me deixa cansada mas me deixa feliz, muito feliz. É uma peça maravilhosa, uma comédia deliciosa."

Outro projeto engatilhado é uma personagem em uma minissérie no próprio GNT, de Bruno Barreto, no segundo semestre deste ano.



Você pode gostar