Por daniela.lima

Rio - A primeira temporada já foi o maior bafafá. Pois a partir de 12 de fevereiro, o “Tá no Ar: a TV na TV” retorna para a grade da Globo sem perdoar ninguém - nem a própria emissora. "Interrompemos esse programa para avisar que nós trabalhamos na Globo, mas não concordamos com tudo que ela faz" é a mensagem que abriu a vinheta apresentada aos jornalistas nesta terça-feira, em encontro no Projac, no Rio de Janeiro. 

Marcelo Adnet e Marcius Melhem durante coletiva do humorísticoAlex Palarea / Ag. News


“Não tem nada demais nessa afirmação, embora seja engraçada, inesperada e verdade. Eu não sou a Globo, o Marcius (Melhem) não é a Globo, e o Maurício (Farias, diretor) também não. A Globo é um conjunto supercomplexo e enorme de pessoas, pensamentos… E cada um age no seu quadrado. Aqui a gente conseguiu fazer um programa ácido, moderno e que está dentro de um novo discurso”, disse Marcelo Adnet, que assina a redação ao lado de Marcius.

No ano passado, o programa surgiu como ótima novidade e conquistou um sucesso arrebatador antes da Copa do Mundo. Por isso, o desafio era dobrado, segundo Marcius: “A gente precisava criar novos quadros, com frescor, e manter o que as pessoas gostaram. Tivemos de parar para analisar o que a gente ia segurar da primeira e quais programas novos iríamos criar para essa segunda. Não foi complicado, porque a equipe é muito bacana e trabalhou horas e horas sem parar. O trabalho aqui é integrado o tempo todo e nós estamos muito felizes com o resultado”.

Os dez capítulos já estão gravados e agora a direção - junto com Adnet e Melhem - estão na ilha de edição fechando o material. Um detalhe que vai marcar a temporada são as participações especiais. Pelo fuzuê da primeira, artistas começaram a pedir espaço para Marcius e Adnet. Logo no primeiro episódio, o quadro “A Vingança dos Famosos” mostra Regina Duarte em uma cena hilária ao encontrar seu tabelião em um restaurante. “Reconhece rapidinho uma firma aqui para mim, por favor?”, diz a atriz na pele da personagem louca.

“Ainda temos Bruno Gagliasso, Lulu Santos, Antônio Fagundes, Serginho Groisman, Pedro Bial, Fernanda Paes Leme, Edson Celulari, Alexandre Nero… É muita gente. Sobre os quadros, vamos ter de novidade a nossa ‘Malhação Épocas’. Vamos mostrar como seria uma novela adolescente em todas as épocas, como Brasil colônia e etc. Detalhe: em todas as épocas tem o Mocotó (risos)”, contou Melhem sobre o personagem clássico de André Marques. “E o Lulu Santos gravou a música de abertura com uma letra que a gente fez”, completou.

“Galinha Preta Pintadinha” e “Jardim Urgente” (aquele do “foca em mim!”) são alguns do repetecos neste ano. Além disso, o militante vivido por Adnet volta “com mais corpo ainda”, segundo o próprio, e vai ganhar nova tela: “ele vai ter um blog e vai postar na internet todo discurso que for cortado da TV”, adiantou.

A liberdade de texto e assunto foi, novamente, questionada na coletiva. De acordo com Mauricio Farias, o time recebeu carta branca para brincar com o que achasse conveniente. Adnet reforçou: “Achei que fosse encontrar masmorras, censura (risos). Só encontrei uma liberdade tão decepcionante. Onde está uma voz sensata que se levante na multidão, onde está a família?”, brincou ele.

“Acho que o que é inteligente perceber é que não falar sobre isso ou aquilo ou o humor fazer uma linha de politicamente correto é uma desinteligência. A internet é tão anárquica, por que a TV não segue esse caminho? Tem que seguir para falar dos dias de hoje. Aos pouquinhos a gente vai chegando lá. Fico feliz por sermos ativos nisso, da TV não se levar a sério e Globo também. É aquele clichê do ‘ter capacidade de rir de si mesmo’, completou Adnet.

"Tá no Ar" tem no elenco ainda Danton Mello, Welder Rodrigues, Marcio Vito, Mauricio Rizzo, Luana Martau, Georgiana Goes, Veronica Debom, Carol Portes e Renata Gaspar. A estreia é na próxima quinta-feira (12), logo após o "Big Brother Brasil".

Você pode gostar