Por daniela.lima

Rio - São quase cinco anos no ar. ‘Tapas & Beijos’ se despede do público, a partir de hoje, com gostinho de quero mais, só que sem chororô. A sensação do elenco é de missão cumprida. “Saber parar é uma arte. E a gente está sabendo. É uma reunião muito especial. Ninguém aqui presta, é um elenco de gambás velhos. Tem humor no trabalho e a gente faz com empenho. É muito amor”, frisa Fernanda Torres, que interpreta Fátima. 

Andréa Beltrão e Fernanda Torres nos bastidores da gravação de 'Tapa %26 Beijos'Divulgação


Andréa Beltrão, a Sueli, confessa que, assim que voltou ao estúdio, bateu a saudade. “O ano começou com nostalgia. Mas foi uma jornada bem-sucedida, um convívio maravilhoso. Vai ficar uma história boa. Sempre que a gente faz um trabalho longo e dá saudade é um excelente sinal”, acrescenta.

Diferentemente de Fernanda, para Flávio Migliaccio dar adeus a um personagem tão querido quanto Seu Chalita não é tarefa fácil. “Ela sabe parar, eu não sei. Adoraria que todos os meus personagens continuassem até hoje, desde o início da minha carreira. Até do teatro infantil, quando eu fazia coelho, minhoca... Sou muito dedicado”, lamenta o veterano.

Segundo o diretor do seriado, Maurício Farias, esse término era previsto: “Quando estreamos havia um acordo com a empresa para terminar na terceira temporada. Aí a Globo pediu a quarta, depois essa. Não foi surpresa o final. É natural que esse elenco talentoso procure novos desafios. Estamos entrando com todo gás para dar o último tiro.”

Fábio Assunção (Jorge) é um dos atores que nem saiu da atração e já está reservado para outra. Depois de sete anos afastado das novelas, ele volta na próxima das 19h: “Todo mundo é incrível nesse seriado. Mas a gente vai se encontrar em outros projetos. Ainda temos essa temporada, que já começou no maior astral.” Outro galã da história, Vladimir Brichta (Armane), reitera: “A gente se curte tanto que, às vezes, fica até disperso. Eu não pensava que estava acabando. Daí, quando eu me dei conta disso, fiquei tocado.”

Na última temporada, Fátima e Sueli, depois de uma vida inteira de ralação, conseguem abrir o próprio negócio em Copacabana, o brechó BoutiKe. Como nem tudo são flores para essa dupla, alguns comerciantes da galeria resolvem boicotar a abertura do estabelecimento, por conta do misterioso desaparecimento do ex-dono do ponto, Armane. Tudo porque Shirley (Analu Prestes) espalhou o boato de que Fátima teria dado sumiço no malandro para herdar seus bens. Com a reputação arranhada, ela convence o atual namorado, Rei (Marcio Garcia), a acompanhá-la em uma investigação sobre o paradeiro do ex-amante.

Enquanto a sócia banca a detetive, Sueli se desdobra entre as funções de empresária e mãe da nova família formada por Jorge (Fabio Assunção), Bia (Malu Rodrigues), Jurandir (Érico Brás) e o pequeno Jorge Neto. Para completar a maré de azar, a calçada da BoutiKe é palco de um acidente. Depois de ser rejeitado por PC (Daniel Boaventura), Tavares (Kiko Mascarenhas), para se vingar, se joga da janela do consultório do dentista. Está formada mais uma confusão. “É compensador o retorno do público. O programa envolve as pessoas e você vê todo mundo torcendo pelos personagens. É o que mais me emociona”, destaca Andréa.

Você pode gostar