Ian Somerhalder, o Damon de ‘Diário de um Vampiro’, adianta mudanças na série

Desta vez ele será um vampiro mais sombrio

Por O Dia

Rio - Canela do Lao, vetiver do Haiti e fava tonka da Venezuela. É esse o cheiro de Damon Salvatore, o vilão da série ‘Diários de um Vampiro’, ou melhor, de seu intérprete Ian Somerhalder, que esteve no Brasil para promover o mais novo perfume da linha Azzaro: o Intense. “Esse perfume é tão sedutor, sofisticado, sombrio e misterioso quanto o Damon”, diz o ator, que também é embaixador da marca. 

Ian posa para promover a marca de perfume da qual é embaixadorDivulgação


E é esse lado sombrio que cada vez mais vai despontar em Damon, na grande mudança que a série vai sofrer. A atriz Nina Dobrev, que vive a protagonista Elena, par romântico de Damon, já anunciou que não fará a próxima temporada. “Sem Elena, Damon vai ficar completamente dominado pelo mal. Vai piorar muito. Isso é bom, porque já era tempo de a série dar uma virada e passarmos para o próximo capítulo”, avalia Ian.

Novidades na história e também na vida de Ian, que acabou de se casar, no dia 26 de abril, com a atriz Nikki Reed, intérprete da vampira Rosalie da saga ‘Crepúsculo’. “É muito engraçado que dois vampiros de grandes histórias do gênero tenham se casado. Mas eu e Nikki já estamos juntos há dez anos. Ela entrou na minha vida para colocar ordem. Eu não tinha noção da quantidade de trabalho que fazia até que ela apareceu. Foi ela quem disse: ‘Isso é demais. Vamos cortar isso e aquilo.’ Eu realmente tenho uma parceira, que coloca tudo no lugar. Eu não poderia fazer nada disso se não fosse por ela. Foi então que decidi pedi-la em casamento”, confessa.

Os negócios estão tão misturados nessa relação que o casal mal teve lua de mel. “O resto de nossas vidas vai ser uma lua de mel. Agora é tempo para trabalhar”, diz Ian, que promovia o perfume enquanto a mulher ficava no quarto do hotel finalizando o roteiro escrito pelos dois. “Acabamos de vender uma série para a Warner. Estou procurando um filme para dirigir e outro para trabalharmos juntos”, anuncia, e completa: “Eu quero criar uma situação em que Nikki não precise estar atuando. É difícil para a mulher estar sempre à frente das câmeras e ser cobrada. Tem que ser sempre bonita ou então vão cortá-la.”

E oportunidades de trabalho não faltam. Além de atuar, Ian tem oito empresas, é também embaixador das Nações Unidas e tem uma fundação que cuida de animais, crianças e meio ambiente. “Acabei de comprar uma área em Luisiana, são dois quilômetros de terra onde nasci, nos Estados Unidos, para construir uma fazenda autossustentável, que vai servir de abrigo para animais abandonados e onde as crianças vão aprender a cuidar deles”, diz o ator. A preocupação com o meio ambiente é tão grande que Ian aceitou ser embaixador da marca de perfume depois de saber que os ingredientes são todos de plantações sustentáveis. Além disso, ele lançou uma campanha, junto com a marca, em que uma porcentagem das vendas vai para sua fundação, ajudando a construir mais fazendas-santuários. “Penso também em encontrar sócios para construir uma no Brasil”, avisa o ator, que estará de volta em dezembro.

“Já estive no Brasil quatro vezes, fiquei fascinado com as fotos antigas de 1930 que vi de Copacabana. Esse lugar é mágico. Vou voltar em dezembro e pedir para meu cunhado, que já morou dois anos aqui e fala português fluente, me ensinar umas palavras. Acho que não deve ter nada mais gostoso do que, depois de um dia exaustivo de trabalho, você sentar, relaxar e beber uma cachaça”, diz.

Últimas de Televisão