Camila Rodrigues interpreta a princesa Nefertari em trama bíblica da Record

Protagonista de ‘Os Dez Mandamentos’, atriz não posa de perfeita, assume que foi infiel e que já ficou dividida entre dois amores

Por O Dia

Rio - Vida de princesa não é fácil. Camila Rodrigues que o diga! Para interpretar a Nefertari de ‘Os Dez Mandamentos’, a atriz, de 31 anos, ficou careca, cumpre uma apertada agenda de gravações, e, quando chega em casa depois de um dia de trabalho intenso, não tem essa de se largar no sofá e curtir o maridão, o empresário Roberto Costa. 

'Já traí e já perdoei traição. Não levanto a bandeira da traição, mas isso já aconteceu na minha vida'Maíra Coelho / Agência O Dia


Como uma simples plebeia, ela vai estudar os capítulos da trama bíblica, que vem ameaçando a Globo com 12 pontos no Ibope, para voltar ao batente no dia seguinte. O sucesso recompensa, mas, quando a rotina é intensa demais, a protagonista da novela da Record admite que não dá para rir de tudo o tempo todo. “Fico mal-humorada, irritada, como qualquer pessoa. Mas passa em cinco minutos. A Nefertari é a personagem da minha vida, então só tenho a agradecer. O meu marido já sabe que, quando estou reclamando, é só sair de perto que, daqui a pouco, já vou estar rindo e brincando. Levo a vida numa boa”, diz.

E sem máscaras. Camila não tem pudor em revelar que, assim como Nefertari, que traiu Moisés (Guilherme Winter) com Ramsés (Sérgio Marone), já foi infiel. “Traí, mas nunca foi por uma questão de vingança, de rejeição, como a Nefertari. Foram situações da vida. Estava namorando, viajei e acabei conhecendo outra pessoa. Almas se encontraram, o momento era aquele. Aí, quando cheguei de viagem, pedi perdão, mas contei que tinha conhecido uma pessoa e me apaixonado. O nome disso é vida. Não levanto a bandeira da traição, mas já aconteceu na minha vida.”

Ficar dividida entre dois amores também. “Já gostei de duas pessoas ao mesmo tempo, exatamente como a Nefertari. A questão era a seguinte: um era muito meu amigo e o outro era quase meu namorado. A amizade num relacionamento é muito importante, por isso a dúvida”, explica.

Casada há três anos, Camila é tão segura da relação que vive que não dá brecha a sentimentos negativos. “Não sou nem um pouco ciumenta. A gente não gera ciúme um para o outro. Essa energia errada não existe na nossa relação. Meu marido viaja a trabalho e eu deito a cabeça tranquilamente no travesseiro para dormir. Quando ele diz que vai sair com os amigos, eu respondo: ‘Vai.’ E ele faz o mesmo comigo. Isso é muito bom, é confiança.” E, se uma pulada de cerca acontecer, tem conversa. “Perdoaria uma traição, já perdoei no passado. Se tem sinceridade, se a pessoa chega e fala, tudo bem. Já perdoei e super perdoaria. Não tenho problema em relação a isso”, afirma. Só tem uma coisa que a atriz não tolera. “Dividir marido? De jeito nenhum. A Nefertari é que vai ter que dividir o Ramsés com outras mulheres. Eu nunca aceitaria isso. Não conseguiria ter um relacionamento aberto.”

Já o desejo de subir ao altar novamente foi visto com naturalidade por Camila, que foi casada por dois anos com o ator Bruno Gagliasso. “Sempre quis me casar de novo, eu vim nessa vida para ser feliz. A minha felicidade inclui ter uma família, filhos. A experiência do meu primeiro casamento foi ótima, não deu certo, éramos muitos novos e eu nunca desacreditei no casamento. Hoje eu sou apaixonada pelo meu marido, graças a Deus, ele é apaixonado por mim, a gente tem um plano de vida juntos, temos sonhos, enfim, a gente olha na mesma direção.”

E essa direção aponta, no momento, para o aumento da família. “Quero engravidar no final da novela. Eu segurei bastante, mas agora quero muito ser mãe. Quero ter o primeiro filho gerado na minha barriga e, quem sabe, repetir a experiência. Mas eu e meu marido temos o plano de adotar uma criança, então é possível que o nosso terceiro filho venha dessa forma.” 

‘Não vejo a hora de poder deixar meu cabelo crescer’ 

Se ficar careca é um pesadelo para os homens, imagina para as mulheres. Camila sobreviveu a essa experiência sem crise existencial, já que sabia da necessidade de raspar a cabeça para fazer a Nefertari de ‘Os Dez Mandamentos’. Mas bateu uma certa insegurança, sim. “Fiquei me perguntando como eu iria conseguir me sentir bonita, sexy, sem cabelo. A mulher tem aquela coisa natural de mexer no cabelo, prender, soltar, jogar para o lado. Mas me senti interessante, passei a enxergar mais quem eu sou por dentro. O que eu tenho de sensual é muito mais do que eu sou como pessoa, do que pela beleza em si”, acredita.

Apesar de estar de bem com o novo look, Camila tem saudade do antigo visual. “Não vejo a hora de poder deixar o cabelo crescer. Essa experiência mudou tudo, minha atitude, minhas roupas. Acho esquisito botar biquíni, não consigo usar nada muito curto, passei a gostar de coisas mais larguinhas. Eu quero ter cabelo de novo. Joãozinho já está bom (risos). Às vezes, sonho que o meu cabelo está grande. Aí, acordo e vejo que não. O meu marido também me pergunta quando vai ter a mulher dele de volta”, confidencia.

Últimas de Televisão