Atriz Eline Porto se destaca em ‘Sete Vidas’, ‘Cássia Eller’ e ‘Divã a 2’

Na TV, ela é o novo amor de Vicente, personagem de Ângelo Antônio

Por O Dia

Rio - Não dá para dizer que Eline Porto, a Luísa de ‘Sete Vidas’, é uma estreante, já que ela fez parte do elenco de ‘Floribella’, da Band, há dez anos e tem um currículo extenso de trabalhos no teatro. Mas o nome da atriz, de 27 anos, surge com força no cenário artístico só agora. Isso porque ela acaba de ganhar uma personagem de destaque na novela das 18h da Globo, ao mesmo tempo que pode ser vista no musical ‘Cássia Eller’ e no cinema, no filme ‘Divã a 2’. 

Atriz e cantora Eline Porto contracena com o ator Ângelo Antônio%2C seu par romântico em ‘Sete Vidas’Divulgação

“Estou trabalhando muito. O melhor é que eu já assistia e amava a novela quando recebi o convite para o teste. Estavam procurando uma atriz que cantasse e, para a minha sorte, me encontraram", comemora ela.

Na trama de Lícia Manzo, Eline é uma cantora que conquistou o produtor musical Vicente (Ângelo Antônio), primeiro pelo talento e depois como mulher. “A música fez com que surgisse um encantamento mútuo. Torço para o casal, mesmo sabendo que o Vicente ainda tem um sentimento pela Lígia (Débora Bloch). Foi ela quem deixou o caminho livre”, observa.

Eline só não cai na conversa de que Vicente, queridinho do público feminino, não tem defeitos. “Não existe homem perfeito. Vicente é generoso, amável, pai exemplar, mas erra em alguns aspectos, como todo mundo. Para mim, o cara ideal é, além de companheiro, o que tem defeitos que a gente consegue contornar melhor. Mas, no momento, não tenho um amor, um Vicente na minha vida. Estou solteira”, conta.

E se, de repente, aparecer um homem mais velho no caminho de Eline, assim como aconteceu com Luísa, sem problemas. “O que move é o amor, a vontade de estar junto, não tem essa de diferença de idade. Quem manda é o coração. Mas o Vicente se preocupa com isso, com o frescor que a Luísa tem e ele não tem mais”, comenta.

Fora da ficção também não falta vitalidade para Eline, que, além de gravar ‘Sete Vidas’, se prepara para lançar o EP ‘De Caso com Acaso’ e ainda encontra tempo na agenda para o musical ‘Cássia Eller’, em cartaz no Teatro Clara Nunes, onde interpreta Maria Eugênia, a viúva da cantora. “Estou me virando nos 30”, brinca.

Últimas de Televisão