Bárbara Paz diz que público se comove com sua personagem bipolar

Daqui para a frente, Nelita, de 'A Regra do Jogo', vai se tornar agressiva

Por O Dia

Bárbara Paz vive a bipolar Nelita em 'A Regra do Jogo'Rede Globo / Caiuá Franco

Rio - O humor de Nelita, de ‘A Regra do Jogo’, é como uma montanha-russa: ora está embaixo, ora em cima. Invadida por emoções que oscilam muito rapidamente, a personagem, interpretada por Bárbara Paz, 40 anos, tem mostrado na TV uma doença pouco abordada na grande mídia: a bipolaridade.

“A Nelita é de uma família aristocrática e sofre com problemas de bipolaridade e transtorno de dupla personalidade. Ainda não sabemos em que momento a doença começou a se manifestar, mas acredito que seja desde muito cedo, pois na infância ela já apresentava traços diferentes”, diz Bárbara, que leu sobre o assunto, além de ter conversado com sua psicanalista para compor a personagem.

Conhecida como uma doença que afeta o humor das pessoas, o transtorno afetivo bipolar tem vários graus e tipos e é caracterizado por fases em que a depressão e a mania (momentos de euforia) se alternam no indivíduo. Para o psiquiatra Olavo de Campos Pinto Júnior, com mais de 24 anos de estudos sobre o tema, abordar a doença em uma novela ajuda a diminuir o preconceito com os portadores do transtorno, principalmente hoje no Dia Mundial da Saúde Mental.

“As pessoas que sofrem de bipolaridade são como outra qualquer. O importante é que se fale que esse transtorno tem tratamento e que essas pessoas não devem ficar isoladas do mundo”, afirma o especialista.
Apesar dos momentos de agressividade e instabilidade, que acontecem nas fases mal-humoradas de Nelita, Bárbara sai em defesa da personagem e afirma que nem todos os seres humanos são uma coisa só.

“Todos nós temos os dois lados, mas o nosso lado sadio predomina, pois é a nossa sobrevivência, somos seres humanos, erramos. Acho que, no fundo, ela deseja ser metade de uma e metade da outra. Se libertar um pouco da mais travada e ser mais feliz, curtir a vida sem culpa”, completa a atriz, que elege como ponto alto de sua personalidade a generosidade e como ponto negativo, a insegurança.

Nas ruas, ela diz que o público tem pena de Nelita, mas a atriz adianta que, com o decorrer dos capítulos, essa posição pode mudar. “As pessoas se comovem com ela, mas esse apoio só deve durar por enquanto, pois ela ainda não foi invadida pelo seu outro lado, mais agressivo”, adianta.

Nelita extravasa seus sentimentos através da arteDivulgação

Se antes a filha de Nora (Renata Sorrah) e Gibson (José de Abreu) era considerada a ovelha negra da família por ser bipolar, agora os familiares terão razão para se preocupar ainda mais. Nelita muda de comportamento quando começa a se envolver com Orlando (Eduardo Moscovis), um executivo mau-caráter, que trabalha na indústria farmacêutica do pai da artista plástica. Ao lado do amado, Nelita passará a implicar mais com a filha Belisa (Bruna Linzmeyer) por baixo dos panos, enquanto finge para toda a família que está em sua melhor fase, devido à paixão.

“Acho que esse relacionamento vai ser longo, perigoso e para ela um escape bom para suas fugas da realidade. Ele entra na família dela por alguma razão, mas nem ela mesmo sabe”, adianta.

Reportagem: Beatriz Calado

Últimas de Televisão