SBT ignora votação do impeachment e fica em segundo lugar no Ibope

Silvio Santos derrota a Record, mas perde para Globo

Por O Dia

Rio - O SBT ignorou a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e se deu bem. Sem alterar sua programação, a emissora de Silvio Santos não exibiu um flash sequer do que acontecia na Câmara, mas garantiu o segundo lugar de audiência com o programa do ‘patrão’, das 19h56 à 0h01, marcando 12,4 pontos em São Paulo, contra 7,8 da Record e 23,2 da Globo, que transmitiam a votação. No Rio de Janeiro, Silvio Santos também foi vice-líder com 14 pontos, contra 6 da Record e 22 da Globo.

A votação do impeachment fez a Globo derrubar toda programação da tarde após o ‘Superstar’. A cobertura foi das 15h37 às 23h50, consolidando o primeiro lugar com 19,8 pontos na média geral. Na hora da votação, das 17h46 às 23h50, a emissora alcançou 22 pontos em São Paulo — quatro pontos a mais do que a média dos quatro domingos anteriores —, contra 12 do SBT e 8 da Record. No Rio, a vantagem foi menor: 20 pontos, contra 13 do SBT e 5 da Record.

Em horário especial, das 23h50 à 1h06, o ‘Fantástico’ seguiu na cobertura pós-votação e manteve a Globo na liderança com 15 pontos — três a mais que a média dos quatro domingos anteriores em São Paulo e dois a mais no Rio.

O plantão do jornalismo na Record foi ao ar das 13h45 às 23h22, alcançando 8 pontos com picos de 12. Apesar das quase 10 horas de cobertura da votação, o canal amargou derrotas para o SBT, que chegou ao segundo lugar após meses com o ‘Programa da Eliana’ (10,8 contra 7) e também com o ‘Programa Silvio Santos’.

Na Band, a cobertura da votação na Câmara registrou 3,6 pontos, das 13h54 às 23h16. O SBT só abordou o tema impeachment no ‘Conexão Repórter’, após a meia-noite, atingindo 5 pontos de médias e deixando a Record em terceiro lugar com 4,4 pontos.

Últimas de Televisão