Ex-ator da 'Escolinha' detona nova versão: 'Não é uma homenagem'

Humorista Paulo Cintura criticou a série no 'Programa Raul Gil'que vai ao ar no SBT neste sábado

Por O Dia

Rio - O humorista Paulo Cintura não gostou nada de ter sido deixado de fora da nova edição da "Escolinha do Professor Raimundo". Em entrevista no "Programa Raul Gil" que vai ao ar neste sábado, o ator criticou a nova temporada do programa. 

Paulo Cintura detonou a nova 'Escolinha do Professor Raimundo' no 'Programa Raul Gil'Divulgação

"Não é uma homenagem e sim apenas uma atração para os novos atores ganharem dinheiro", disparou o humorista, que não esconde de ninguém sua insatisfação. 

Ele ainda afirmou que Bruno Mazzeo, filho de Chico Anysio e comandante do novo projeto, acabou com a filosofia da "Escolinha". "O Chico Anysio tinha uma filosofia, ele resgatava os antigos. Aí o filho (Bruno Mazzeo) vem e aniquila. É o meu pensamento, opinião própria", disse.

Para Cintura, os atores da primeira versão do programa deveriam ter sido lembrados na nova edição, que foi ao ar na Globo no fim do ano passado. "Esses atores antigos estão vivos, eles glorificaram a 'Escolinha'. A 'Escolinha' existe hoje graças a nós", afirmou.

"Aí vem esses meninos e roubam os personagens originais para benefício próprio, ganham sua grana e os caras antigos não ganham nada?", desabafou Paulo Cintura.

Últimas de Televisão