Grosseiro e cansativo, 'MasterChef' está virando uma caricatura de si mesmo

Estupidez gratuita dos jurados, horário e elenco ruins têm contribuído para cansar e tirar a paciência dos telespectadores

Por O Dia

São Paulo - Na edição do "MasterChef" dessa terça-feira, o eliminado foi o português Nuno, que serviu uma receita de coelho da família. O prato foi absolutamente detonado pelos jurados da atração. Erick Jacquin chegou a dizer que não gostaria de comer a comida da família de Nuno se ela fosse daquele jeito. O episódio suscitou uma pergunta importante sobre a atração: qual a necessidade real dos chefs serem tão estúpidos?

A grosseria gratuita dos chefs pode ser vista como um dos motivos que tem feito o reality da Band perder sua força em comparação às outras temporadas. O horário também não ajuda. Nunca ajudou, na verdade, mas o ponto é que o programa começa tarde e termina tarde, o que faz com que o número de telespectadores caia consideravelmente.

Henrique Fogaça%2C Paola Carosella e Erick Jacquin%2C jurados do MasterChefDivulgação

Além disso, não há nesta temporada nenhum participante que tenha realmente cativado o público, como ocorreu nas edições anteriores. O público clama por uma nova Jiang, alguém por quem as pessoas possam realmente torcer, mas por enquanto, nenhum candidato conquistou o coração dos telespectadores. Alguns mais irritam do que qualquer coisa.

Retomando a questão da estupidez dos jurados, é possível perceber um ponto importante. Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça eram, sim, rígidos e até rudes na estreia do programa, mas agiam com naturalidade e espontaneidade que garantiam uma dinâmica interessante ao programa, o que chamou a atenção.

Agora, eles distribuem patadas como leões raivosos, sem motivo algum, descambando para a pura grosseria e estupidez. O problema maior é que eles não são mais os chefs, mas as estrelas do reality. Em outras palavras, começaram a interpretar personagens em uma tentativa de ampliar a repercussão do programa, o que tem dado um tom forçado e farsesco. Eles têm todo o direito de serem rígidos, mas nada lhes dá direito de serem estúpidos com participantes que mal conhecem, apenas para garantiram o seguimento do espetáculo.

Basicamente, eles viraram caricaturas de si mesmos. Aliás, o programa inteiro está virando uma enorme caricatura de si mesmo. Uma caricatura cansada, assim como o público, que vem aos poucos perdendo o interesse no reality show. Antes, o público queria ficar acordado até tarde para saber tudo sobre a atração. Agora, o melhor é dormir mais cedo mesmo.

Do repórter Guilherme Machado, do iG São Paulo

Últimas de Televisão