Por tabata.uchoa

Rio - Lindas, com corpo de parar o trânsito, capazes de deixar os homens malucos por elas e as inimigas cheias de recalque. Mas não se engane! Elas não valem nada, nem as roupas de grife ou as bijuterias que usam. Em ‘Haja Coração’, da Globo, Bruna (Fernanda Vasconcellos), Carmela (Chandelly Braz) e Jéssica (Karen Junqueira) o que têm de bonitinhas, têm de ordinárias. “Pessoas assim se mostram carismáticas, envolventes, mas não medem esforços para ter o que querem”, explica a atriz Fernanda Vasconcellos.

As vilãs gatas Jéssica%2C Bruna e Carmela%2C da novela ‘Haja Coração’%2C da GloboAgência O Dia

Na trama de Daniel Ortiz, Bruna (Fernanda) começou como uma mulher segura e apaixonada por Giovanni (Jayme Matarazzo). Mas aos poucos foi mudando, ficando mais impaciente, obcecada, controladora e até já tentou matar a rival dela, Camila (Agatha Moreira), só para que o amado não fique com quem ele realmente ama. “Na cabeça da Bruna, o melhor para o Giovanni é estar com ela, independentemente da vontade dele. A meu ver, existe um limite no relacionamento que é respeitar as escolhas do outro. Para a Bruna, este limite não existe”, frisa Fernanda.

Mas e quando a maldade não é pelo amor ao outro, mas baseada na própria ganância? Eis que diretamente do subúrbio, na Zona Leste de São Paulo, vem Carmela (Chandelly Braz), filha da quituteira e feirante Francesca (Marisa Orth). A origem humilde da família sempre incomodou a moça, que sonha com fama e luxo. Mas, acima de tudo isso, ela não engole o fato de a irmã, Shirlei (Sabrina Petraglia), uma garota que manca, namorar Felipe (Marcos Pitombo), um cara bonito e rico. E vai dar um jeito de colocar a maninha na cadeia, só para acabar com o romance dela.

“Nas redes sociais, as pessoas odeiam a Carmela, querem matá-la. Mas na rua, as pessoas são carinhosas, dizem: ‘Você é má, para de fazer isso’. Ninguém chega para me xingar”, destaca Chandelly, aos risos.

Carmela sempre foi da pá virada desde o início da novela. Ela já terminou o casamento da outra irmã, Tancinha (Mariana Ximenes), com Apolo (Malvino Salvador), entre outras atrocidades. “Teve uma cena em que a Tancinha batia no rosto da Carmela e dizia: ‘Por que você é diferente da gente? Não tem orgulho da gente?’ Foi uma cena bem forte. Mas de uma maneira geral, apesar de toda maldade, consigo sair tranquila do estúdio”, brinca. “É muito bom fazer vilã, porque ela pode tudo. Os mocinhos são presos a padrões de comportamento, senso de justiça, caráter inabalável. O vilão pode fazer qualquer coisa, inclusive amar, ser ciumento, e fazer as maiores barbaridades”, completa a morena.

Agora, imagina uma mulher rica, que tem prazer em humilhar e que não quer perder um partidão? Essa é Jéssica (Karen Junqueira). Ex de Felipe, ela não suporta a ideia de ter sido trocada por Shirlei, que até então era empregada da casa do bonitão. Para se livrar da rival, a loura pega pesado nas judiações e uniu forças com Carmela para separar o casal #Shirlipe. “Uma vez, o elevador do prédio da Jéssica estava quebrado. Ela mandou a Shirlei carregar todas as compras até o apartamento pelas escadas e disse: ‘Quero ver a manca deficiente aguentar 14 lances de escada’. Outra vez, já mandou as amigas darem rasteira na Shirlei e até privou a rival de comer, e ela acabou desmaiando”, enumera Karen. Mas nada disso funcionou. Pois Shirlei e Felipe ficam cada vez mais apaixonados. É por isso que Carmela entra na jogada. “A Jéssica promete para a Carmela uma carreira de modelo com uma grande agência, dinheiro, e uma repaginada no visual se ela conseguir colocar a Shirlei na cadeia”, explica.

A reação do público tem sido a mais variada possível, principalmente na internet. “Recebo algumas mensagens desaforadas. As pessoas acham que a internet é terra de ninguém. Fico impressionada como as pessoas confundem atriz e personagem. Eu apago tudo. Mas gosto muito quando alguns fãs torcem para que a Jéssica termine a novela paraplégica”, comemora a loura. 

Você pode gostar