Por tabata.uchoa

Rio - Ximbinha participou do "Programa do Porchat", exibido na Record, na noite desta terça-feira. Durante o bate-papo, o músico falou sobre o fim de seu casamento de 18 anos com a cantora Joelma. 

Ximbinha e Fábio PorchatReprodução

"Eu tinha vergonha de sair de casa após a separação. O Brasil todo só falava disso. Tirei a televisão do meu quarto, não entrava na internet. Fiquei isolado do planeta porque essa história estava me fazendo muito mal", disse Ximbinha.

Hostilizado por fãs em um show em Teresina, em outubro do ano passado, Ximbinha pensou em abandonar a carreira. "Fiquei muito triste, fiquei vários dias trancando no quarto, muito deprimido e chorando muito. Cheguei até a me tratar com psicólogo. Estava perdido", revelou.

O guitarrista chegou a receber ameaças de morte após o fim da banda Calypso. "Eu pensava: 'um dia desse esse povo chorava por mim e agora querem me matar'. Alguns fãs são muitos violentos. Eles já foram em aeroporto, partiram para briga, quebraram carros, invadiram a casa da minha mãe. É pior do que você imagina. Tive que fugir várias vezes", disse.

"Eles me culpam pela banda ter acabado, mas se dependesse de mim a banda ainda existiria. Separação é uma coisa e trabalho é outra. Trabalho não tem nada a ver com a vida amorosa. O problema é que o outro lado não soube dividir isso", completou.

Joelma e Ximbinha anunciaram o fim do casamento em agosto de 2015.


Você pode gostar