Por tabata.uchoa

Rio - O diretor Marcelo Nascimento já tem sido visto nos corredores da Bandeirantes. Ele recebeu a complicada missão de reinventar o ‘Pânico’, um programa que fez muito sucesso na Rede TV!, mas não conseguiu atingir seus objetivos na Band. Ao contrário, viu sua audiência despencar nos últimos tempos e, daí, a necessidade de passar o formato a limpo, reformular a equipe.

Nascimento, ex-diretor do ‘Super Pop’, substitui Alan Rapp, que comandou a atração durante quase 13 anos, e recebeu carta branca para promover as necessárias mudanças, tanto no elenco quanto no formato, na tentativa de reerguer o programa. Correndo contra o tempo, porque o ‘Pânico’ voltará ao vivo dia 5 de fevereiro. Nesses próximos dias, o diretor irá definir quem continua e quem deixa o time do ‘Pânico’. Por outro lado é difícil imaginar que uma simples troca de comando ou de algumas peças possa recolocar o programa no caminho da audiência, uma vez que Globo, Record e SBT estão estabilizadas na faixa de confronto.

A sua briga, tudo leva a crer, vai ser para não perder o posto para a Rede TV! (‘Encrenca’). Em 2016, esse objetivo até foi alcançado: o ‘Pânico’ registrou 6 pontos de média e share de 9%, um crescimento de 20% em relação à audiência de 2015, na Grande São Paulo.

INTOCÁVEIS

O diretor Marcelo Nascimento chega ao ‘Pânico’ sabendo que poderá mexer em quase tudo da atração. Ele só não pode mexer na apresentação, realizada por Emílio Surita, e nos quadros do Carioca – Márvio Lúcio. Os dois são considerados intocáveis.

SETE CHAVES

Por enquanto, pouca coisa se sabe sobre a nova novela de Walcyr Carrasco para as 21h, programada para substituir ‘A Força do Querer’.  Justamente porque a ordem é concentrar a divulgação na atual, ‘A Lei do Amor’. E também na da Glória Perez, que vem aí.

FORTE COMENTÁRIO

No entanto há um forte comentário nos bastidores da Globo, segundo o qual esta novela do Walcyr será protagonizada por irmãs trigêmeas. E que Bruna Marquezine poderá viver as personagens.

INSEGURANÇA

Já existe um forte clima de insegurança envolvendo os profissionais do ‘Fofocando’ no SBT, devido à quantidade de notícias alertando para o fim do programa. Alguns, inclusive, que deixaram outras emissoras para apostar no projeto, estão tentando fazer o caminho de volta, tamanha a preocupação.

ELE DECIDE

O ‘Fofocando’ é uma invenção de Silvio Santos que surgiu após ele constatar os bons índices registrados pelo ‘Balanço’ da Record em São Paulo. Ele montou equipe, escolheu título, apresentadores... Se tiver que sair do ar, será por determinação dele.

FOI BEM

O ‘Jornal da Record’, em 2016, conquistou sua melhor audiência desde o ano de 2012, com um aumento de 45% na Grande São Paulo. Há quatro anos, o telejornal marcou 6,6 pontos de média e no ano passado, conseguiu garantir a Vice-liderança com 9,6 pontos.

'TÁ NO AR'

O ‘Tá no Ar’ inicia sua quarta temporada dia 24, após o ‘BBB’. E é outro produto que já está garantido na programação de 2018 da Globo.

'CARCEREIROS'

Rodrigo Lombardi concluiu as gravações da série ‘Carcereiros’ e já emendou nos trabalhos de ‘A Força do Querer’, a próxima das nove. Ele integrou inclusive a equipe que participou das primeiras gravações em Belém, no mercado Ver-o-Peso. No começo da história, Lombardi é Caio, jovem rico que se prepara para assumir o comando da empresa da família. Ele vai a Belém para acompanhar uma negociação de alimentos locais, junto com o tio Eugênio, Dan Stulbach.

Você pode gostar