Angélica revela que teve síndrome do pânico após acidente aéreo

Em entrevista ao programa 'Bem Estar', apresentadora revelou que desenvolveu o problema após acidente de avião que sofreu com a família, em 2015

Por O Dia

Rio - Em entrevista ao programa 'Bem Estar' nesta quinta-feira, a apresentadora Angélica revelou que após o acidente aéreo que sofreu com a família e as babás de seus filhos, ela desenvolveu síndorme do pânico, tipo de transtorno de ansiedade que causa crises repentinas de medo e mal-estar.

"Trabalho desde muito cedo. Comecei na televisão com muita gente em volta e muita informação aos 5 anos de idade. Então, óbvio que o meu HD já estava cheio. Ninguém consegue fazer tudo ao mesmo tempo como a gente tem feito hoje. E u sentia umas palpitações, aí eu tinha medos de algumas coisas, de sair e ficar sozinha em alguns lugares, era incontrolável. É uma coisa que racionalmente você sabe que não tem nenhum problema, mas aquilo não tem lógica", contou Angélica.

Apresentadora revelou que desenvolveu síndrome do pânico após sofrer acidente aéreo com a famíliaReprodução TV Globo

Ao falar sobre como havia desenvolvido a síndorme, a apresentadora atribuiu o problema ao episódio do acidente: "Acho que desencadeou sim por causa do acidente. Com certeza foi um momento forte, que mexeu muito comigo. O pânico é isso, você começa a ter medo de ter medo porque você não tem controle de si mesmo e essa falta de controle é muito ruim", revelou.

Angélica também que atualmente usa da meditação como foma de aliviar a tensão do dia-dia: "A meditação te traz essa paz interior, te leva para dentro de novo e você sente aquela segurança incrível que você é capaz de qualquer coisa porque você se basta ali", contou, revelando que até mesmo a relação com o Luciano Huck e seus filhos havia melhorado. "No começando eles ficavam brincando, dando uma sacaneada. Agora eles estão sentindo que mudou a vibe da casa. Para mim funcionou muito na minha saúde".

Últimas de Televisão