Sucesso nos Negócios: Entrega e montagem de produtos

Muito cuidado com as pessoas indicadas para fazer frete, sem dar garantia

Por O Dia

Rio - Cada vez mais as empresas focam no seu negócio e procuram terceirizar tudo aquilo que não deveria ser de sua responsabilidade direta. Isto não quer dizer que uma loja que vende um produto, deixe de cumprir todas as etapas da compra.

Entregas e montagens de móveis e aparelhos eletroeletrônicos, troca de pneus são atividades complementares da venda mas que, para a grande maioria dos consumidores, seriam consideradas uma venda incompleta se este serviço não tivesse incluso. Mas para que isto não seja considerado um mau serviço, em cada venda as condições devem estar bem claras para quem quiser adquirir o produto que a loja está oferecendo.


PERGUNTA E RESPOSTA

“Comprei um armário de banheiro. A loja informou que ou eu deveria pegar o produto no local ou indicaria profissional que faz frete. Queria saber se as lojas são obrigadas a entregar o produto comprado sem nenhum ônus ou se existe taxa a ser cobrada?”, Marcelo Oliveira, Queimados

Não existe nenhuma condição que obrigue a loja de entregar em sua casa o que você comprou. Por isto, antes de adquirir um produto de grande volume, que você não tem como transportar, se atente a este detalhe.

A maioria das grandes redes de móveis e eletrodoméstico faz entrega gratuita na cidade onde ela atende. Há também as redes que diferenciam o preço, principalmente para móveis usando valor do produto “na loja” transportado pelo cliente, e outro “entregue montado”.

Além dos fretes oferecidos pela própria loja, os terceirizados desde que garantidos, são as melhores opções. Muito cuidado com as pessoas indicadas para fazer frete, sem dar garantia. Um menor custo pode provocar surpresa desagradável antes mesmo do produto chegar. Procure saber na loja se há alguma garantia de entrega ou de quem fará o frete, caso haja algum problema com o transporte do produto.

Não existe uma taxa mínima a ser cobrada pela entrega, o que existe é a concorrência entre as lojas que fazem com que os valores cobrados pela entrega, sejam equivalentes uns aos outros. Para uma referência de custo, considere que os custos dos fretes geralmente variam entre de 10% e 18% do valor da compra. Quanto mais itens você comprar na mesma loja para serem entregues juntos, menor será o percentual a ser pago.

Lembre-se que este é um produto que você está adquirindo para seu prazer e bem estar e você não quer que ele seja danificado ou demore a chegar à sua casa.  Atenção e boas compras!

Marco Quintarelli é consultor do Grupo AZO

Últimas de Economia