Banco do Brasil amplia segurança de segurados do INSS não correntistas

A adesão ao serviço de SMS está disponível nos caixas eletrônicos do BB e dispensa futuros deslocamentos até uma agência bancária ou terminais de autoatendimento

Por O Dia

Rio - Os aposentados e pensionistas do INSS já podem acompanhar sua movimentação financeira pelo telefone celular. O Banco do Brasil iniciou um serviço gratuito de SMS para 3,7 milhões de clientes que recebem benefício pelo banco, mas que não possuem conta corrente na instituição. As mensagens transmitem informações sobre o crédito do pagamento, saques, compras na função débito e saldo do cartão.

A adesão ao serviço de SMS está disponível nos caixas eletrônicos do BB e dispensa futuros deslocamentos até uma agência bancária ou terminais de autoatendimento. O serviço leva maior controle e segurança aos beneficiários, diminuindo a necessidade do saque integral e o risco da circulação de dinheiro em espécie.

Banco do Brasil também substituirá cartão de plástico por um com chipDivulgação

Em outra medida para aumentar a segurança nas operações realizadas por esse público, o banco promove a substituição gradativa dos cartões da previdência social por plásticos com chip. Até o momento, mais de 2 milhões de aposentados e pensionistas já receberam os novos cartões. A troca também é gratuita e está disponível nas agências onde o benefício do aposentado ou pensionista está vinculado. O banco tira dúvidas 24h pelo telefone 0800 729 0722.

Medicamentos podem ter aumento anual de 12,5%

O governo pode anunciar hoje um reajuste anual de até 12,5% no preço de 19 mil medicamentos. Se o percentual for confirmado, o índice de reajuste ficará acima da inflação oficial acumulada em doze meses, que até fevereiro ficou em 10,36%, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) do IBGE.

O aumento dos remédios leva em consideração os custos da indústria farmacêutica, incluindo matéria prima dos medicamentos, além de outros itens operacionais, como transporte e energia. O aumento dos remédios era previsto para ontem, mas acabou sendo adiado. Com o atraso, nos últimos dias consumidores reclamaram que diversos medicamentos sumiram das prateleiras das farmácias, indicando um movimento especulativo de espera do aumento anual dos preços.

Últimas de Economia