Petrobras lança programa de incentivo à demissão voluntária

A empresa espera economizar R$ 33 bilhões nos próximos quatro anos com a medida

Por O Dia

Rio - A Petrobras lançou nesta sexta-feira um Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV). A medida é destinada aos empregados da empresa controladora (não vale para subsidiárias), independentemente da idade e do tempo de empresa. O custo previsto é de R$ 4,4 bilhões, mas a empresa espera economizar R$ 33 bilhões nos próximos quatro anos.

De acordo com a estatal, o objetivo é reduzir o número de empregados para adaptar a força de trabalho às necessidades do Plano de Negócios e Gestão. Atualmente, a empresa controladora tem 57.046 empregados, dos quais 12 mil estão em condições de se aposentar.

O período de inscrições vai de 11 de abril a 31 de agosto de 2016. A primeira edição do programa foi lançada em janeiro de 2014 e já teve 6.254 desligamentos. Outros 1.055 empregados inscritos em 2014 têm previsão de saída até maio de 2017.

Nova estrutura

A empresa também anunciou nesta semana a nova estrutura da diretoria e gerências, que terá uma redução de 43% nas cerca de 5,3 mil funções gerenciais em áreas não operacionais da estatal, superando a meta inicial da estatal fixada em 30%.

A decisão foi tomada na última quarta-feira pelo Conselho de Administração da Petrobras, que aprovou os nomes dos diretores e dos gerentes executivos da companhia, seguindo a nova estrutura da empresa, apresentada em janeiro deste ano.

A nova estrutura também prevê a redistribuição de atividades e a fusão de áreas na Petrobras. Com essas medidas estima-se uma redução de custos na companhia de até R$ 1,8 bilhão por ano. (Com informações da Agência Brasil).

Últimas de Economia